Duplo homicídio é descoberto no Ipanemão, em Ipatinga

Uma das vítimas foi reconhecida no IML, como Aline Rorigues, 20 anos, por um família

Wellington Fred/Reprodução


Aline (mais acima) e Aspásia, com cabelos coloridos, foram encontradas executadas a tiros na área rural de Ipatinga

Duas jovens mulheres foram encontradas mortas a tiros, na área rural de Ipanemão, em Ipatinga. Os corpos foram localizados na manhã desse sábado, em um local de difícil acesso, do outro lado de um córrego. As vítimas foram encontradas caídas de bruços e com marcas de tiros pelo corpo.

A Polícia Militar foi acionada por trilheiros que passaram pelo local bem cedo e foi para o local para registrar a ocorrência. Sem documentos, não foi possível identificar as duas e os corpos foram levados para o Instituto Médico-Legal (IML) sem identificação. A informação sobre tatuagens com dois nomes próprios, "Miguel" e "Gustavo", era uma referência.

Essa vítima, que possui tatuagens, foi identificada como Aline Rodrigues, 20 anos, moradora do bairro Limoeiro, em Ipatinga. A outra pode se tratar de Aspásia Hilary, cuja identificação oficial ainda é aguardada. Veja aqui a atualização da notícia.

Os levantamentos iniciais indicam que uma das meninas foi morta com dois tiros nas costas, e dois na cabeça. A outra apresenta cinco perfurações provocadas por disparos de arma de fogo, dois tiros nas costas, dois na cabeça e um no rosto.
[imageme50362]
Ao que tudo indica, as duas foram levadas para o meio do mato por uma trilha usada por motociclistas. Tiveram que atravessar o córrego Ipanemão e ainda caminharam alguns metros, onde foram mortas a tiros. Na cena do crime foram recolhidas cápsulas deflagradas de munição.

Além do acesso difícil, o local onde ocorreu o crime, na área rural, é pouco habitado e os sítios são afastados uns dos outros. Com isso, faltam informações sobre movimentação atípica de pessoas no local, mas há uma certeza. Quem cometeu crime, em plena madrugada, conhecia bem a área.

Já publicado:
MPMG alerta para índice preocupante de violência doméstica em Ipatinga

Fotos: Wellington Fred
Encontrou um erro, ou quer sugerir uma notícia? Fale com o editor: falecomoeditor@diariodoaco.com.br

MAIS FOTOS

Comentários

Salatiel 02 de fevereiro, 2020 | 15:49
Triste qts Jovens estão dormindo no mundo .
Nao aceita a palavra de Deus . Nao querem a Jesus e vai sem querer enxergar a realidade.
Triste q nao era inoscente falei de Jesus para Aline a Qual me tirou deste mumdo de droga noite cadeia e ate perto da Morte nas Madrugadas . Jovem Jesus é o caminho .
Me libertou e transformou minha Vida nao passava do 25 Deus me trouxe a vida ja com 35 com JESUS.
Petrônio 01 de fevereiro, 2020 | 16:47
Jovem Aline , menina meiga , bonita e educada , vc seguiu o caminho da sua mãe Roseli , tudo que ela fez com sua vovozinha você também fez , agora chegou a hora de se encontrarem no inferno , e triste mais e a realidade de filhos que desobedecem os pais , acaba morto ou atrás das grades !!!
Abroba 01 de fevereiro, 2020 | 16:32
Tá aí o resultado da vida louca....
Diego Silva 01 de fevereiro, 2020 | 12:10
Sexo, droga e Rock'roll...

Aviso - Os comentários não representam a opinião do Portal Diário do Aço e são de responsabilidade de seus autores. Não serão aprovados comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes. O Diário do Aço modera todas as mensagens e resguarda o direito de reprovar textos ofensivos que não respeitem os critérios estabelecidos.

ENVIE O SEU COMENTÁRIO