Semana começa com homicídio em Coronel Fabriciano

Com atualização de dados às 13h
Reprodução


Victor Alves Moreira, o Vitão, tinha 23 anos

A polícia de Coronel Fabriciano investiga a execução de Victor Alves Moreira, o Vitão, de 23 anos, ocorrida no fim da manhã dessa segunda-feira (20), na rua José Correia, no bairro Santa Inês, esquina do acesso à avenida Getúlio Vargas.

A informação preliminar indica que o crime foi praticado por duas pessoas que chegaram ao local em uma motocicleta de pequeno porte. O passageiro foi até Vitão e descarregou uma pistola semiautomática no jovem, que morreu no local. Após o crime, o casal fugiu sentido ao bairro Santa Cruz. Na cena do crime as pessoas evitaram falar sobre o que sabem a respeito do crime.

A reportagem do Diário do Aço apurou no local do crime que a perícia da Polícia Civil localizou no corpo da vítima onze perfurações na cabeça e uma nas costas. Foram recolhidas oito cápsulas deflagradas de munição de pistola calibre 9mm, além de quatro projéteis.

Em uma cena triste, a mãe reconheceu, na cena do crime, o corpo do filho. Conforme levantamentos dos policiais, o jovem tinha passagens por suspeita de envolvimento em crimes contra a vida, contra o patrimônio e tráfico de entorpecentes.

A polícia não descarta a possibilidade de a motivação do crime estar relacionada com a disputa pelo tráfico de drogas entre grupos rivais. As ações desses grupos levaram a uma série de homicídios anteriores.

Cinco pessoas assassinadas esse ano

Victor é a quinta pessoa assassinada nesse mês de janeiro, em Coronel Fabriciano. Em 2019 a cidade fechou o ano com 21 homicídio, o que representa aumento de 18% nos crimes violentos contra a vida, em relação ao mesmo período do ano de 2018.


Semana começa com homicídio em Coronel Fabriciano


Mais:
Coronel Fabriciano está entre quatro cidades da região que tiveram aumento de homicídios em 2019

Encontrou um erro, ou quer sugerir uma notícia? Fale com o editor: falecomoeditor@diariodoaco.com.br

Comentários

Guerreiro Camuflado 21 de janeiro, 2020 | 17:24
Serão 72 almas ao todo
Santana Informa 21 de janeiro, 2020 | 11:35
nunca iremos ter paz em quanto nos preucuparmos com quem está matando e sim procurar quem ta mandando...
Maria 21 de janeiro, 2020 | 07:48
Isso não é justiça de Deus... Deus não é vingativo. O que aconteceu foi consequências de escolhas erradas, um negócio chamado livre arbítrio.
Mania das pessoas de pregarem um Deus vingativo e justiceiro. Deus é amor... o homem é que falho e acaba colhendo o que ele mesmo planta.
Sementinha do Mal 21 de janeiro, 2020 | 07:17
- tá pra morrer mais gente ainda . Santa cruz ta de mais tá pqp Fabri a bruxa ta a soltaaaa !! ?? " cuidado familiares vamos protejer os menor , o governo nao enveste na educação e os traficante enveste pros menor virar ladrão ???
Deus é o Caminho 20 de janeiro, 2020 | 21:36
Muito triste a cada dia uma mãe está chorando por um filho assassinado. Só deus para conforta o coração de todos e coloca juízo nesta garotada nova que está aí , perderam o amor a vida do ser humano infelizmente . Vamos busca a deus que ele é o único caminho para mudar este mundo tão violento e cruel . ???
Sabonete 20 de janeiro, 2020 | 15:20
SÓ RAPAZIADA NOVA......E AINDA FALTA 11 DIAS PARA O MÊS DE JANEIRO TERMINAR....!!
.. 20 de janeiro, 2020 | 14:01
A justiça de Deus tarda mais não falha quem com ferro fere com ferro será ferido ! Estão todos cegos fazendo isso ! Deus vai cobrar de um por um !
Santana Informa 20 de janeiro, 2020 | 12:02
meu Deus quanta morte nesse inicio de ano em coronel fabriciano

Aviso - Os comentários não representam a opinião do Portal Diário do Aço e são de responsabilidade de seus autores. Não serão aprovados comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes. O Diário do Aço modera todas as mensagens e resguarda o direito de reprovar textos ofensivos que não respeitem os critérios estabelecidos.

ENVIE O SEU COMENTÁRIO