Homem é assassinado a tiros no Cachoeira do Vale, em Timóteo

Vítima foi surpreendida pelos assassinos na manhã desta quinta-feira e morreu antes de ser socorrido

Reprodução


Ricardo Augusto da Silva tinha 38 anos
Atualizada às 17h00
Um crime de homicídio está em investigação pela polícia em Timóteo desde a manhã desta quinta-feira (16), na rua João Pedreiro, no distrito de Cachoeira do Vale. A vítima é Ricardo Augusto da Silva, o Quico, de 38 anos.

No fim da tarde de hoje policiais militares receberam diversas informações anônimas indicando nomes dos envolvidos no crime. São investigados, dois adolescentes, ambos de 17 anos e um terceiro suspeito, de 18 anos.

Quico foi atingido por tiros e morreu antes de ser socorrido. Uma unidade do Corpo de Bombeiros chegou a ser acionada para resgatar o ferido, mas a vítima não resistiu e morreu pouco antes da chegada do resgate.

Ricardo apresentava perda de sangue na cabeça e no tórax. O local do crime foi cercado para o trabalho da perícia da Polícia Civil.

As primeiras informações repassadas para a PM denunciaram que dois autores do crime fugiram em uma motocicleta logo depois de executarem a vítima.

O local foi isolado para o trabalho da perícia da Polícia Civil que constatou sete perfurações de entrada e saída de projéteis no corpo de Ricardo, dos quais, quatro na cabeça, dois no braço esquerdo e ainda um no lado esquerdo do tórax.

O cadáver foi removido ao Instituto Médico-Legal (IML) de Ipatinga depois dos trabalhos do perito criminalista. No local, enquanto era feita a perícia, ninguém quis dar qualquer informação acerca do crime, provavelmente por temerem retaliações. Entretanto, por telefone, e de forma anônima, diversas informações foram repassadas à PM, que estão em apuração pela polícia.

Ricardo Augusto, o Quico, é a primeira pessoa assassinada nesse ano, em Timóteo e a quinta, no Vale do Aço. As outras quatro foram no vizinho município de Coronel Fabriciano.

Mais:
Polícia já identificou autoria de três dos quatro assassinatos em Coronel Fabriciano
Encontrou um erro, ou quer sugerir uma notícia? Fale com o editor: falecomoeditor@diariodoaco.com.br

Comentários

Macumbeiro 18 de Janeiro, 2020 | 11:55
Coitado, cresceu o olho na venda de pedras do escadão, os cara foi e passou ele, tivesse ficado no chá tava de boa zz
Jovem Aprendiz 16 de Janeiro, 2020 | 17:50
Sete tiros é execução.
Bolsonaro 16 de Janeiro, 2020 | 14:29
coloca a foto do falecido.

Aviso - Os comentários não representam a opinião do Portal Diário do Aço e são de responsabilidade de seus autores. Não serão aprovados comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes. O Diário do Aço modera todas as mensagens e resguarda o direito de reprovar textos ofensivos que não respeitem os critérios estabelecidos.

ENVIE O SEU COMENTÁRIO