Onça é capturada dentro de escola no bairro Caravelas

Depois de um dia inteiro de cerco, felino foi cercado por policiais de meio ambiente e bombeiros

A "força-tarefa", que durante todo o dia buscou a captura de uma onça que estava à solta na área urbana de Ipatinga, conseguiu sedar e conter o felino dentro da Escola Municipal Benvinda Moreira Pacheco, no bairro Caravelas, em Ipatinga.

O felino, que foi visto inicialmente no bairro Veneza II, escapou do cerco da equipe de captura e foi para o bairro Caravelas, depois Parque Caravelas, de onde voltou para o Caravelas e saltou para o pátio da escola, onde as equipes fizeram cerco final. Como esse é período de férias, o educandário estava vazio, o que facilitou os trabalhos.

Capturada, será levada para o Cebus (Usipa) onde permanecerá em observação, antes de ser devolvida à natureza.

A movimentação atraiu uma aglomeração de pessoas nas proximidades. Ninguém sabe de onde saiu a onça que é um dos assuntos mais comentados da tarde, em Ipatinga.

Já publicado:
Onça é avistada por moradores dos bairros Veneza e Caravelas, em Ipatinga


Cerco a onça atrai curiosos no bairro Caravelas, Ipatinga
Encontrou um erro, ou quer sugerir uma notícia? Fale com o editor: falecomoeditor@diariodoaco.com.br

MAIS FOTOS

Comentários

Cidadão Indignado 20 de Janeiro, 2020 | 14:51
Meu primo trabalha na CEMIG dando manutenção nas redes de alta tensão, somos moradores do Iguaçu e à alguns meses atrás ele disse ter visto uma onça parda passado pelo terreno próximo ao da casa da minha avó, ele estava em uma das torres de transmissão daquela área de servidão da CEMIG que vem da USIMINAS, passa pela parte alta do Iguaçu e segue pelo bairro entre as ruas Turquesa e Quartzo e vai sentido Caçula depois é redistribuída pelo Canaã etc. Na época ele foi taxado como mentiroso, contador de história, mas taí a realidade.
Supondo que ela veio pela área verde, pode ter vindo do Horto, ou talvez pelo Ribeirão Ipanema. E agente nem sequer pode ter uma arma em casa, imagina se minha avó topa com um bicho destes no quintal? Sempre tem gente pegando manga lá, incluindo crianças. Minha avó chegou a dizer que teve uma noite em que um cachorro brigou com alguma coisa lá nos fundos, mas agente só achou as manchas de sangue e depois sentiu a catinga, mas não achamos a carcaça do animal.
Siqueira 10 de Janeiro, 2020 | 16:21
Paulo Luiz Martins, esta morando em que país... Desemprego caiu, economia melhorou recordes da bolsa de valores sendo quebrados, criminalidade caindo.... O país esta melhor!
Paulo Luiz Martins 10 de Janeiro, 2020 | 12:23
Com a economia a pique, desemprego recorde, gasolina seis reais...desmatamento acelerado, calor infernal, parece que chegou a hora da onça beber água, né? Os incautos e incultos que fizeram aquela ótima opção política em 2018 devem dar água para a onça agora!...ou seria o sangue?
Wendriel 10 de Janeiro, 2020 | 08:22
Senhor Roberto, então venda sua residência e vá morar no meio da floresta, assim reduzindo o desmatamento e evitando construção de novas residências
Roberto dos Santos Costa 09 de Janeiro, 2020 | 23:45
De onde será que saiu essa onça...????Será que saiu das florestas desmatadas e destruidas em mananciais ao redor pra construir conjuntos de condominios inuteis apenas pra alimentar a ganância de incorporadoras sem nemhum compromisso publico....???? Será que estão invadindo o já escasso habitat natural do felino em questão? Daqui a pouco veremos raposas e quatis remexendo nosso lixo por causa desse desserviço à comunidade..... parem de derrubar matas, reciclem as velhas casas ou a mãe natureza vai tomar medidas drasticas.... contra nós. Acordem.
Junior 09 de Janeiro, 2020 | 21:25
Coitado do animal.Deve ter ficado desesperado devido as circunstâncias,por estar na cidade e perseguido por essa multidão barulhenta.Ainda bem que foi capturado com segurança e tomara que em breve retorne a natureza.Parabéns a todos os envolvidos na captura.O respeito pela vida é admirável.

Aviso - Os comentários não representam a opinião do Portal Diário do Aço e são de responsabilidade de seus autores. Não serão aprovados comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes. O Diário do Aço modera todas as mensagens e resguarda o direito de reprovar textos ofensivos que não respeitem os critérios estabelecidos.

ENVIE O SEU COMENTÁRIO