Identificada a vítima de homicídio em motel

Morador de Córrego Novo foi identificado por familiares como vítima de homicídio em motel

Alex Ferreira + reprodução


Geraldo Magela Lima, o Chiquinho, tinha 47 anos

Foi identificado como Geraldo Magela Lima, o Chiquinho, de 47 anos, natural de Córrego Novo, o homem encontrado morto em uma suíte de motel, na rua Jundiaí, no bairro Veneza, em Ipatinga, na madrugada desse sábado. A identificação foi possível graças ao trabalho de policiais militares de Ipatinga, que acionaram policiais de Córrego Novo. Eles foram à casa de familiares e, em conversa com um dos irmãos e com as fotos enviadas, houve a conclusão que a vítima se tratava de Geraldo Magela.

Conforme apurado no local dos fatos, Chiquinho entrou para a suíte Luxo 27, na companhia de outro homem, por volta de 2h30 desse sábado. Ele conduzia um VW Gol, com placas de Bom Jesus do Galho, conforme noticiado pelo Diário do Aço.

Por volta de 4h uma pessoa ligou para a recepção do motel e pediu a conta. Quis negociar o valor de pernoite, mas foi informado que isso só seria possível após cinco horas de ocupação da suíte.
Alex Ferreira


Assassino saiu de suíte e fugiu pulando o portão do motel


Já por volta das 5h funcionários do estabelecimento verificaram uma movimentação estranha, quando o sensor detectou que a porta foi aberta várias vezes.

Já, por volta das 6h um homem foi visto saindo correndo pelo pátio, momento em que a funcionária fechou o portão de saída do motel. Era um indivíduo de cor parda, aproximadamente 1,70 metro de altura, que chegou ao interfone e disse que queria sair, pois o outro estaria dormindo na suíte.

Ao ser informado que o outro não respondia, o indivíduo pediu para tentar novamente. Enquanto isso, escalou o portão de aço e escapou por uma abertura na parte superior.

Ao ir à suíte conferir o que tinha ocorrido, funcionários do motel deparam com um homem caído de bruço. A Polícia Militar e o SAMU foram acionados e constataram que a vítima estava sem vida. Inicialmente ficou constatado que a causa da morte é asfixia, possivelmente causada por esganadura.

Alex Ferreira

Vítima estava sem documentos e dados do carro foram fundamentais para que policiais militares chegassem à identificação

Encontrou um erro, ou quer sugerir uma notícia? Fale com o editor: falecomoeditor@diariodoaco.com.br

Comentários

Sabonete 02 de Dezembro, 2019 | 12:01
MATEUS.....VOCÊ TEM QUE VOLTAR A ESTUDAR URGENTE.....
Mateus 01 de Dezembro, 2019 | 10:05
Infelizmente esses homens sexuais coitados tentam ser feliz e da uma tragédia dessa , próximo ao shopping precisa de policiamento, eles entram pra lá e ficam tendo atos sexuais dentro de carros outra vez de pé mesmo nem aí com quem passa é vê, fui lá vira o carro pois queria vê os móveis de um caminhão que fica ali parada fazendo as vendas, resolvi ir lá em cima retornar me deparei com motoqueiros e carros lá praticando atos .teve um q estava discutindo parece que iria agridir o outro. Tem que acabar com aquele acesso .PMs fiscalizam se possivel
Antonio 30 de Novembro, 2019 | 13:03
Que situação! O cara pega um homem e vai ao motel e é morto.

Aviso - Os comentários não representam a opinião do Portal Diário do Aço e são de responsabilidade de seus autores. Não serão aprovados comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes. O Diário do Aço modera todas as mensagens e resguarda o direito de reprovar textos ofensivos que não respeitem os critérios estabelecidos.

ENVIE O SEU COMENTÁRIO