Cantora capixaba desaparece a caminho de show em Minas Gerais

Renata Ribeiro saiu de Marechal Floriano no sábado em direção a Itanhomi, mas não chegou ao destino e desapareceu

A cantora Renata Ribeiro Cardoso, 30 anos, moradora de Marechal Floriano, na região serrana do estado do Espírito Santo -, está desaparecida desde a tarde de sabado (9), quando estava a caminho de um show, em Minas Gerais.

Depois de dois dias de buscas, a cantora foi encontrada nessa segunda-feira. Veja aqui a atualização da notícia.

Schirley Ribeiro, mãe da cantora, informou que Renata embarcou às 7h em Marechal Floriano, em direção a Manhuaçu, em Minas Gerais. De lá, ela seguiria para Governador Valadares, onde uma pessoa a esperaria para seguir com ela até uma casa de shows na cidade de Itanhomi, onde ela iria se apresentar com uma banda local.

A mãe da cantora disse que o marido de Renata falou com ela por telefone por volta de 15h30 de sábado. “Ela falou para o marido que estava ido para Governador Valadares. Depois disso, ninguém conseguiu mais contato, e ela não apareceu no local indicado para encontrar com a pessoa que estava a esperando”, relatou Schirley.

O marido e o pai de Renata seguiram para Manhuaçu, neste domingo, onde iriam tentar informações e imagens de câmeras de monitoramento na rodoviária da cidade, para tentar pistas sobre a cantora. “Aqui de Marechal, meu genro verificou que não havia nenhum ônibus partindo de Manhuaçu para Governador Valadares no horário em que ela disse que estava a caminho. Estamos desesperados”, disse a mãe.

Renata tem feito diversos shows no Espírito Santo e em outros Estados. Ela também se destacou e conquistou o segundo lugar em um evento de talentos em Marechal Floriano. Segundo a mãe, Renata já se apresentou na Bahia, em Minas Gerais e estava animada com o sucesso. Além de músicas sertanejas, ela também canta diversos outros estilos.
Encontrou um erro, ou quer sugerir uma notícia? Fale com o editor: falecomoeditor@diariodoaco.com.br

Comentários

Aviso - Os comentários não representam a opinião do Portal Diário do Aço e são de responsabilidade de seus autores. Não serão aprovados comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes. O Diário do Aço modera todas as mensagens e resguarda o direito de reprovar textos ofensivos que não respeitem os critérios estabelecidos.

ENVIE O SEU COMENTÁRIO