Homem morre depois de 28 dias internado por causa de tiro

Conforme relatos oficiais do dia do crime, Helano foi baleado nas costas com um tiro, possivelmente de cartucheira calibre 12


Ferido nas costas, por um tiro de arma calibre 12, no dia 19 de setembro, no bairro Esperança, em Ipatinga, Helano Morais Zeferino, de 40 anos, morreu nessa quinta-feira (17) por complicações resultantes do tratamento que fazia. Ele ficou internado no Hospital Márcio Cunha por 28 dias.

Conforme relatos oficiais do dia do crime, Helano foi baleado nas costas com um tiro, possivelmente de cartucheira calibre 12. O atentado ocorreu em frente a um bar, na esquina das ruas Amarilis e Bétula, no bairro Esperança, em Ipatinga. O autor da tentativa de homicídio, crime ocorrido na noite de uma quinta-feira, pode ter fugido em um Fiat Siena de cor prata, que saiu em alta velocidade do local logo depois do crime.

O Diário do Aço acompanhou o trabalho da Polícia Militar no dia da tentativa de homicídio, no bairro Esperança.

Testemunhas informaram que, depois de ser atingido por um tiro, Helano tentou se levantar, mas acabou desequilibrando-se e teve que ser amparado por pessoas que estavam por perto.

Ninguém viu quem atirou e a suspeita é que o autor estivesse dentro do Fiat Siena. Levado para o SAMU para o Hospital Márcio Cunha, Helano teve constatadas várias pequenas perfurações no lado esquerdo das costas, indícios que a vítima foi atingida por um tiro de cartucheira. De fato, na cena do crime foi recolhida uma bucha usada em arma cartucheira.
Encontrou um erro, ou quer sugerir uma notícia? Fale com o editor: falecomoeditor@diariodoaco.com.br

Comentários

Aviso - Os comentários não representam a opinião do Portal Diário do Aço e são de responsabilidade de seus autores. Não serão aprovados comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes. O Diário do Aço modera todas as mensagens e resguarda o direito de reprovar textos ofensivos que não respeitem os critérios estabelecidos.

ENVIE O SEU COMENTÁRIO