Traslado do corpo de ipatinguense tem data marcada

O assassinato de Camila da Silva Mendes foi descoberto no dia 2 desse mês, quando seu corpo foi encontrado por um cidadão que passeava com um cachorro, no distrito de Arruda dos Vinhos, em Lisboa, Portugal

Álbum pessoal


Camila da Silva Mendes tinha 30 anos

O corpo da ipatinguense Camila da Silva Mendes, de 30 anos, assassinada pelo ex-companheiro dela em Portugal, deve ser trasladado nesta quarta-feira (16). A informação foi confirmada ao Diário do Aço pelo irmão da vítima, Werleis da Silva. O traslado internacional da ipatinguense irá ocorrer após a realização de uma campanha nas mídias sociais, feita pela família, que arrecadou o valor suficiente para arcar com custos do traslado, cerca de R$ 30 mil. A família de Camila mora no bairro Bethânia, em Ipatinga.

Noticiada inicialmente pelo Diário do Aço, a pedido de um dos familiares, a campanha para arrecadação do valor suficiente para o traslado virou notícia nacional na terça-feira (8) e, foi a partir de um programa televisivo, que um empresário decidiu doar R$ 15 mil. Esse valor somou-se ao total que já vinha sendo arrecadado, o que permitiu à família, dentro do prazo, garantir o recurso cobrado pelo serviço funerário português.

Conforme Werleis da Silva, ainda não é possível saber o horário exato do velório e o sepultamento do corpo de Camila. “Quarta-feira (16) será embarcado o corpo de Lisboa, em Portugal, mas dependemos do horário que irá chegar em Belo Horizonte para marcar o velório e o sepultamento em Ipatinga. A expectativa é que o corpo chegue de noite ou de madrugada mesmo. Só teremos mais detalhes nesta terça-feira (15). Já a documentação está liberada, estamos esperando agora é a embaixada liberar o embarque para o voo”, explicou.

Crime
O assassinato de Camila da Silva Mendes foi descoberto no dia 2 desse mês, quando seu corpo foi encontrado por um cidadão que passeava com um cachorro, no distrito de Arruda dos Vinhos, em Lisboa, Portugal.

Para a Polícia Judiciária de Portugal, o suspeito do homicídio é Robson Mandela, de 38 anos, originário de Ipatinga. Ele é primo de Camila, já morava em Portugal, esteve no Brasil e, ao retornar, levou a ipatinguense com ele. O relacionamento entre os dois tinha pouco mais de cinco meses e terminou de forma trágica. A família acredita que a motivação foi ciúmes. O investigado foi preso no mesmo dia em que o corpo foi encontrado, em um matagal em Arruda dos Vinhos. A polícia portuguesa acredita que ele tentou esconder o corpo para fugir do país.

Já publicado

Ipatinguense é preso em Portugal acusado de matar a mulher
Família lamenta morte de ipatinguense em Portugal; ajuda é suficiente para traslado
Campanha para traslado de ipatinguense alcança resultado
Família consegue doações para traslado de Camila Mendes


Encontrou um erro, ou quer sugerir uma notícia? Fale com o editor: falecomoeditor@diariodoaco.com.br

Comentários

Aviso - Os comentários não representam a opinião do Portal Diário do Aço e são de responsabilidade de seus autores. Não serão aprovados comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes. O Diário do Aço modera todas as mensagens e resguarda o direito de reprovar textos ofensivos que não respeitem os critérios estabelecidos.

ENVIE O SEU COMENTÁRIO