Quadrilha do golpe da tinta é presa em Coronel Fabriciano

Nove pessoas foram presas e dezenas de latas de tinta falsificada recolhidas com os investigados, que agiram em toda a região

Wellington Fred


As latas de tinta falsificada eram guardadas em uma casa alugada no Santa Terezinha

Em uma ação que contou com a ajuda da comunidade com informações anônimas, principalmente depois da divulgação pelo Diário do Aço, policiais militares prenderam nove pessoas que integram uma organização criminosa em Coronel Fabriciano.

Os suspeitos estariam aplicando o “golpe da tinta” na região. Mais de 400 latas de 16 litros de tinta acrílica falsificada, carros e dinheiro foram apreendidos com os presos. Esse tipo de tinta é usado para pintar paredes de residências.

A descoberta do “quartel-general” da quadrilha ocorreu depois de denúncias de moradores da cidade. Elas indicaram que os suspeitos foram vistos na avenida Dr. Rubens Siqueira Maia, no bairro Santa Terezinha, onde alugaram uma casa nas proximidades do posto de combustíveis. Os militares fizeram um cerco, na noite de quinta-feira (19) e conseguiram abordar um VW Gol, com placas de Itaquaquecetuba/SP.

No carro estavam L.T.S., de 50, e R.S.M.L., de 23 anos. Com eles foram encontradas oito latas de tinta. Os abordados alegaram que seriam de São Paulo e estavam hospedados em um hotel, contudo eles tentaram evitar que os policiais descobrissem o imóvel usado para guardar o carregamento de tinta. Assim que confessaram, os PMs monitoraram o local e aguardaram a chegada de outros envolvidos.

Policiais viram o momento em que chegou a caminhonete Chevrolet Montana de cor vermelha, com placas de Santo André/SP, dirigido por P.S.O., de 46 anos, e tinha como passageiro, M.V.C.B., de 25. Abordados pelos policiais, eles confessaram que vendiam a tinta nas cidades do Vale do Aço e mostraram uma nota fiscal com o endereço na avenida Tancredo Neves, no bairro Todos os Santos.

A equipe do tenente Noé desconfiou do endereço e a equipe do sargento Gilmar deslocou-se para o local que constava na nota: um hotel. Os funcionários informaram que havia um grupo de pessoas hospedado no estabelecimento. Os hóspedes estavam em uma Chevrolet Montana de cor branca, com placas de São Bernardo do Campo/SP) e uma Montana preta, com placas de São Paulo, além de uma Fiat Strada cinza, com placas de Migo das Cruzes/SP.

No hotel foram presos B.O.E.S., de 55 anos, M.F.S., de 23, e P.H.A.S., de 21 anos. Em poder deles, foram recolhidos quase R$ 8 mil e mais latas de tinta encontradas na carroceria da Fiat Strada, além de vários comprovantes de depósito bancário. Uma grande quantidade de latas de tinta foi apreendida na casa no bairro Santa Terezinha.

Outras pessoas presas
Mais dois suspeitos acabaram presos, A.G.C., de 30, e J.W.S., de 42 anos. Os policiais encontraram na residência alugada vários selos com cores de tintas e outros objetos apreendidos, como máquina de cartão de crédito/débito, roupas dos envolvidos, documentos, tudo recolhido na operação que terminou durante a madrugada desta sexta-feira.

Outro carro foi apreendido, um Renault Kiwid, com placas de Belo Horizonte, porque também estava com latas de tinta em seu interior. Todos os veículos foram removidos ao pátio do Socorro Moraes, credenciado pelo Detran, local igualmente utilizado para a guarda das latas de tinta falsificada a pedido do delegado de plantão na 1ª Delegacia Regional de Polícia Civil de Ipatinga.


Quadrilha do golpe da tinta presa em Fabriciano
Encontrou um erro, ou quer sugerir uma notícia? Fale com o editor: falecomoeditor@diariodoaco.com.br

MAIS FOTOS

Comentários

Rony Pintor 20 de Setembro, 2019 | 20:49
Queria ver de perto essa tinta. Algum pintor já teve contato com esse produto???? Tem certeza que isso não é uma ação de gigantes do setor contra uma fábrica de pequeno porte???? Quero saber. Já vi tainhas serem devoradas no circo dos tubarões.
Placa Mercosul 20 de Setembro, 2019 | 13:49
Em comum esta as placas dos carros serem de outras cidades e estados.
Certíssimo o Sr.Presidente da República JAIR BOLSONARO em ser contrário a placa mercosul que traz apenas o país. É não vem estampado o nome da cidade nem mesmo estado.
CLARO QUE TEM GENTE FATURANDO COM AS NOVAS PLACAS.
UNS ROUBANDO COM APENAS TINTA E OUTROS ROUBANDO TINTA COM PLACA E TUDO.
Pintor 20 de Setembro, 2019 | 11:59
Agora eles pintaram e bordaram kkkkkkkkkk
Hamster 20 de Setembro, 2019 | 10:53
Quem vende quer levar vantagem mas quem compra por preços muito baixos também quer levar vantagem, não importando com a procedência pode adquirir produto de furto e não estão nem aí.

É o famoso barato que sai caro. Essas pessoas devem levar prejuízo mesmo para deixarem de ser tontas.

Eita, corintiano no meio, não ia sair coisa boa.
Barrabas 20 de Setembro, 2019 | 10:28
Ta temos golpista demais na regiao ainda aparece golpista de outras regiao atuando aqui a populacao deve redobrar a atencao se eles estao na regiao e porque esta se dando bem aqui.
Maria Angélica Leal 20 de Setembro, 2019 | 10:25
Quero aqui parabenizar a POLICIA MILITAR, esse povo acha que o mineiro e bobo, novamente parabéns a PM

Aviso - Os comentários não representam a opinião do Portal Diário do Aço e são de responsabilidade de seus autores. Não serão aprovados comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes. O Diário do Aço modera todas as mensagens e resguarda o direito de reprovar textos ofensivos que não respeitem os critérios estabelecidos.

ENVIE O SEU COMENTÁRIO