Vítima baleada na Macapá havia brigado dias antes

Polícia tem imagens de câmeras de segurança e estão tentando localizar suspeitos pelo assassinato

Reprodução


Davi Silva não resistiu aos ferimentos e morreu na tarde de segunda-feira

Uma briga ocorrida dias atrás é uma das linhas de investigação da Polícia Civil acerca do assassinato de Davi Silva Verly, de 19 anos. O jovem foi baleado na madrugada de sábado (17), na avenida Macapá, no bairro Veneza I, em Ipatinga, e morreu dois dias depois, no Hospital Márcio Cunha (HMC), onde estava internado.

Davi Silva foi baleado por dois autores que se aproximaram dele, acompanhado da namorada, e dispararam uma arma de fogo contra o jovem. O crime ocorreu nas proximidades do bar conhecido como “Sambanejo” e os criminosos fugiram em uma motocicleta sem serem identificados. A ação deles foi filmada por câmeras de segurança, conforme apurou o Diário do Aço.

Uma equipe do Corpo de Bombeiros Militar socorreu o ferido, atingido na cabeça e nas costas, encaminhando-o ao HMC, mas o jovem não resistiu e morreu na tarde de segunda-feira (19). O enterro ocorreu no Cemitério Parque Senhora da Paz, no bairro Veneza II, na terça-feira (20).

Ao Diário do Aço, o sargento Marcos José, um dos policiais militares que participaram do registro da ocorrência, informou que câmeras de segurança na avenida Macapá flagraram a vítima brigando com uma pessoa, fato ocorrido dias antes do crime. Esta situação pode ser uma das possíveis causas do assassinato de Davi, jovem que tinha passagens pela polícia.

Encontrou um erro, ou quer sugerir uma notícia? Fale com o editor: falecomoeditor@diariodoaco.com.br

Comentários

Aviso - Os comentários não representam a opinião do Portal Diário do Aço e são de responsabilidade de seus autores. Não serão aprovados comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes. O Diário do Aço modera todas as mensagens e resguarda o direito de reprovar textos ofensivos que não respeitem os critérios estabelecidos.

ENVIE O SEU COMENTÁRIO