Suspensão dos atendimentos em hospital de Timóteo é tema de reunião

Deverão participar dessa reunião representantes do hospital, da administração de Timóteo e do Estado

Wôlmer Ezequiel/Arquivo DA


O secretário de Saúde, Eduardo Oliveira, informou que a reunião ocorrerá na sede da Superintendência Regional de Saúde

Para discutir acerca da possível suspensão do atendimento aos pacientes do Sistema Único de Saúde (SUS), no Hospital Maternidade Vital Brazil/São Camilo (HMVB), em Timóteo, será realizada uma reunião na segunda-feira (8), na Superintendência Regional de Saúde (SRS), em Coronel Fabriciano. Deverão participar dessa reunião representantes do hospital, da administração de Timóteo e do Estado.

O secretário de Saúde do município, Eduardo Oliveira Morais, esclarece que a única expectativa nessa reunião é garantir a continuidade dos atendimentos para a população no Hospital Vital Brazil/São Camilo. “Mesmo com a possível suspensão, os atendimentos de maior gravidade terão prioridade na unidade hospitalar e não sofrerão desassistência. Esse acordo foi feito entre hospital, Secretaria e Estado”, ressaltou.

Dívida

Em nota, a assessoria de Comunicação do Hospital e Maternidade Vital Brazil informou que, ao todo, a dívida do Estado com a instituição ultrapassa R$ 2,2 milhões. “Está com atrasos no repasse por parte do governo estadual desde outubro de 2018, nos valores a começar pelo mês de outubro/2018: R$ 231.689,31, R$ 397.477,04 (novembro), R$ 397.477,04 (dezembro), R$ 96.388,19 (fevereiro), R$ 397.477,04 (março), R$ 128.388,18 (abril) e R$ 597.477,04 (maio), somando um montante de R$ 2.246.347,30”.

A nota também informa que foi protocolado junto a Prefeitura de Timóteo um pedido de intervenção do prefeito junto ao Governo do Estado para que uma solução seja encontrada e os repasses sejam atualizados. “E garantimos, que mesmo com toda essa dificuldade financeira, o HMVB tem atendido todos os casos de urgência e emergência”, conclui a nota.

Entenda


Conforme já anunciado pelo Diário do Aço, a administração de Timóteo recebeu um comunicado da Fundação São Camilo - Hospital e Maternidade Vital Brazil (HMVB), anunciando a suspensão do contrato para o atendimento à população, por meio do Sistema Único de Saúde (SUS). Diante disso, o serviço deve ser interrompido a partir da próxima segunda-feira (8).

O ofício, que chegou para o governo municipal na terça-feira (2) e traz como motivação um débito do Estado de Minas Gerais com a instituição. Caso ocorra a paralisação dos atendimentos, o HMVB só atenderá pelo Protocolo de Manchester as fichas vermelhas e laranjas – emergência e muito urgente.
A notícia causa apreensão nos demais municípios da região, onde a população já enfrenta dificuldades com vagas para atendimento hospitalar via serviço público de saúde.

Encontrou um erro, ou quer sugerir uma notícia? Fale com o editor: falecomoeditor@diariodoaco.com.br

Comentários

Aviso - Os comentários não representam a opinião do Portal Diário do Aço e são de responsabilidade de seus autores. Não serão aprovados comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes. O Diário do Aço modera todas as mensagens e resguarda o direito de reprovar textos ofensivos que não respeitem os critérios estabelecidos.

ENVIE O SEU COMENTÁRIO