Neymar tem 36 propriedades bloqueadas pela Justiça

Com os bloqueios, os imóveis não podem ser negociados, mas seguem liberados para a utilização

Fernando Frazão/Agência Brasil


Os imóveis, que juntos somam 3.000 m² de área, foram adquiridos em 2011, justamente quando o jogador recebeu um adiantamento de 10 milhões de euros

Ainda enfrentando uma acusação de estupro, Neymar tem mais motivos para se preocupar. Isso porque, conforme publicado pela Folha de S. Paulo, a Justiça bloqueou 36 propriedades do jogador do Paris Saint-Germain.

Com os bloqueios, os imóveis não podem ser negociados, mas seguem liberados para a utilização. A medida faz parte de um processo de sonegação fiscal que envolve R$69 milhões e é referente à transferência de Neymar do Santos para o Barcelona, em 2013.

Duas mansões localizadas no condomínio Jardim Acapulco, no Guarujá, litoral de São Paulo, estão entre as bloqueadas. Os imóveis, que juntos somam 3.000 m² de área, foram adquiridos em 2011, justamente quando o jogador recebeu um adiantamento de 10 milhões de euros (cerca de R$43 milhões na cotação atual) do clube catalão, pelo valor de R$7 milhões.

As outras propriedades no nome de Neymar ou de suas empresas que estão bloqueadas se localizam em Itapema (litoral de Santa Catarina), Santos, São Paulo, Guarujá, Praia Grande e São Vicente.

(Gazeta Esportiva)
Encontrou um erro, ou quer sugerir uma notícia? Fale com o editor: falecomoeditor@diariodoaco.com.br

Comentários

Aviso - Os comentários não representam a opinião do Portal Diário do Aço e são de responsabilidade de seus autores. Não serão aprovados comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes. O Diário do Aço modera todas as mensagens e resguarda o direito de reprovar textos ofensivos que não respeitem os critérios estabelecidos.

ENVIE O SEU COMENTÁRIO