Identificado homem que caiu morto ao pedir água

Familiares reconheceram o corpo de homem que morava no bairro Bethânia

Reprodução


Galtierre Lemos de Carvalho morreu ao chegar correndo em uma residência e pedir água; morreu antes de beber

Uma família identificou o corpo do homem que morreu logo após pedir água, em um beco, na rua Belo Horizonte, esquina com a avenida Londrina, entre o Centro e o bairro Veneza II, em Ipatinga. O caso aconteceu na noite de segunda-feira (8). A vítima é Galtierre Lemos de Carvalho, de 34 anos, como apurou o Diário do Aço.

As equipes da Polícia Militar foram acionadas pós a vítima, segundo uma moradora, chegar ao beco de acesso à casa desta pessoa e pediu água. Antes de ela entregar o copo, o até então desconhecido caiu no local e morreu. O Samu foi acionado, mas já estava sem sinais vitais.

Não se verificou nenhum sinal de ferimento grave no corpo do homem, removido em seguida ao IML para ser necropsiado. Os exames de necropsia, realizados pelos legistas não constataram a causa da morte. Amostras de órgãos retiradas foram encaminhadas para o Instituto de Criminalística da Polícia Civil, em Belo Horizonte.

Com a divulgação da notícia do encontro do cadáver, amigos e familiares de Galtierre foram ao IML nesta quarta-feira (10) e identificaram o corpo. Ele era casado e morava no bairro Bethânia, em Ipatinga. O corpo foi velado na sala-capela da Funerária Nova Aliança e sepultado no fim da tarde no Cemitério Parque Senhora da Paz, no bairro Veneza II.
Encontrou um erro, ou quer sugerir uma notícia? Fale com o editor: falecomoeditor@diariodoaco.com.br

Comentários

Aviso - Os comentários não representam a opinião do Portal Diário do Aço e são de responsabilidade de seus autores. Não serão aprovados comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes. O Diário do Aço modera todas as mensagens e resguarda o direito de reprovar textos ofensivos que não respeitem os critérios estabelecidos.

ENVIE O SEU COMENTÁRIO