10 de julho, de 2024 | 15:14

Shows especiais marcam os 60 anos da Corporação Musical Santa Cecília

Divulgação/CMSC
Corporação musical completa seis décadas de história dedicada à música na regiãoCorporação musical completa seis décadas de história dedicada à música na região
Em celebração às seis décadas de pioneirismo e dedicação à música, a Corporação Musical Santa Cecília (CMSC) realiza evento especial, nesta quinta-feira (11), às 20h30, no Teatro do Instituto Usiminas, em Ipatinga. O evento faz parte do projeto “Corporação Musical Santa Cecília - 60 Anos”, realizado com patrocínio da Usiminas por meio da Lei Estadual de Incentivo à Cultura.
Para o idealizador do projeto, Rodolfo Bello, a proposta é “prestigiar e valorizar um marco na história da música e da cultura da nossa região”. “São 60 anos de atividades ininterruptas, fazendo história e construindo o futuro de muitos artistas da nossa região. É um momento de celebração e nada melhor do que comemorar com apresentações artísticas, levando cultura para a comunidade”, reiterou.

A abertura da programação será com o grupo de taiko Kouryuu Daico (Dragão de Aço), da Associação Nipo-Brasileira de Ipatinga (ANBI). Também sobem ao palco o cantor e compositor Adê Araújo, a cantora e compositora Liz Eulália, a jovem cantora Petrina Palmieri com Dalton Palmieri, além de show da banda Brasil Tropical, que conta com a voz e o violão de Elizeu Gomes, além de músicos que atuam como professores da Escola de Música da Corporação Musical Santa Cecília (CMSC), dos Corais da CMSC e Fundação São Francisco Xavier (CFSFX), juntamente com a Orquestra de Câmara Vale do Aço (OCVA).

O próprio Elizeu Gomes, músico há 35 anos e bastante conhecido no Vale do Aço, teve a sua iniciação musical aos 12 anos de idade na Corporação Musical Santa Cecília, onde tocou na banda e aprendeu teoria musical, o que serviu de incentivo para a continuação da carreira na área. “Comecei muito cedo na corporação e não parei mais. Sou professor de violão e guitarra, meus três filhos também se inspiraram e são músicos. Trajetória passada de geração em geração”, relembrou.

A cantora Liz Eulália é uma das atrações convidadasA cantora Liz Eulália é uma das atrações convidadas
Histórico
Fundada em 28 de novembro de 1963, a Corporação foi a primeira entidade cultural registrada em Ipatinga e fomentada pela Usiminas para promover a arte e a cultura na região. Atualmente, atua na formação musical por meio da banda e da escola de música, de corais e da produção de eventos no Vale do Aço.
A CMSC é reconhecida como “ponto de cultura” pelo pelo Ministério da Cultura e também como Utilidade Pública Federal (Decreto nº 91.108 de 12/03/85) e Municipal (Lei nº 009 de 7/03/66), além de estar cadastrada na Secretaria de Cultura de Minas Gerais, no Instituto Nacional de Música da Funarte e no Conselho Nacional de Serviço Social.

Atualmente, a CMSC mantém 48 alunos em cursos diversos, 25 integrantes do coral para adolescentes e adultos, 15 integrantes do coral infantil, 10 alunos de violão, 12 alunos de flauta doce e 10 alunos de percussão. No total, 120 crianças, jovens e adultos são atendidos pela Corporação. Também são desenvolvidas ações em parceria com entidades sociais e culturais como APROC, Grupo Teatral Boca de Cena, DaMa Espaço Cultural, ASAPAC, Se Toque, Lar da Divina Providência, PEMSE Ipatinga, ADEFI, escolas públicas, entre outras.

SERVIÇO
Corporação Musical Santa Cecília - 60 anos
Quinta-feira (11), 20h30
Teatro do Centro Cultural Usiminas
Classificação: livre
Entrada gratuita mediante retirada de ingressos na sede da CMSC: rua Minerais, nº 610, no bairro Iguaçu, em Ipatinga
Mais informações: (31) 98785-7970
Encontrou um erro, ou quer sugerir uma notícia? Fale com o editor: [email protected]
MAK SOLUTIONS MAK 02 - 728-90

Comentários

Aviso - Os comentários não representam a opinião do Portal Diário do Aço e são de responsabilidade de seus autores. Não serão aprovados comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes. O Diário do Aço modera todas as mensagens e resguarda o direito de reprovar textos ofensivos que não respeitem os critérios estabelecidos.

Envie seu Comentário