USIMINAS TRAINEE 02 - 728X90

06 de julho, de 2024 | 08:30

Dia do IBGE: gerente regional destaca missão de 'retratar o Brasil' em prol do exercício da cidadania

Acervo IBGE
Órgão é responsável por desenvolver base de dados que auxiliam no entendimento da realidade do brasileiroÓrgão é responsável por desenvolver base de dados que auxiliam no entendimento da realidade do brasileiro
Por Matheus Valadares - Repórter Diário do Aço
Neste sábado, 6 de julho, é celebrado o Dia do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), em alusão ao Decreto de lei nº 24.609, de 1934, que instituiu a criação do órgão no então governo de Getúlio Vargas. O dia é uma das datas que homenageiam esta fundação pública.

O IBGE tem como algumas das atribuições fazer levantamentos sobre a demografia, pesquisas estatísticas sobre temas variados e garantir o recolhimento de informações sobre os indicadores geográficos do país. Ou seja, ele é responsável por retratar a imagem do Brasil, que pode servir como material base para melhorias e criação de políticas públicas, por exemplo, como explica Douglas Menezes, gerente regional do IBGE no Vale do Aço.

“A missão do IBGE Oficial é retratar o Brasil com informações necessárias para o conhecimento da sua realidade e exercício da cidadania. Nas nossas diversas pesquisas, respondemos duas perguntas fundamentais, quantos somos e como vivemos. Com essas informações, nós balizamos políticas públicas para fomentar educação, por exemplo, vendo quais áreas do Brasil estão carentes de uma escola para alfabetização de adultos, por criação de universidades em locais não atendidos, criação de políticas de saneamento básico em áreas que são carentes dessa estrutura”, afirmou.
O servidor lembrou que na década de 1980, também conhecida como a “década perdida”, houve vários planos econômicos, como os Planos Cruzado I e II, Plano Bresser, entre outros, e que o IBGE consegue estudar, se for necessário, a efetividade desses tipos de iniciativas.

Arquivo pessoal
Douglas Menezes, gerente regional do IBGE, é servidor há 18 anos e destaca a importância da data e do órgãoDouglas Menezes, gerente regional do IBGE, é servidor há 18 anos e destaca a importância da data e do órgão

“A gente consegue medir se esse plano foi efetivo ou não a partir da estatística. Nós vamos verificar essas medidas econômicas, quais geraram empregos, aumento do PIB [Produto Interno Bruto], o peso da carga tributária para o setor produtivo”, exemplificou.

“Com os censos conseguimos medir quantos idosos nós temos, e por consequência disso, como a gente deve balizar o setor de saúde pública, mobilidade e previdência social, dentre outras pesquisas. Mas eu queria destacar essas como as que considero a vitrine do IBGE”, continuou.

Para se ter noção da importância das pesquisas, o Fundo de Participação dos Municípios (FPM), transferência constitucional da União para os Estados e o Distrito Federal, composto de 22,5% da arrecadação do Imposto de Renda (IR) e do Imposto sobre Produtos Industrializados (IPI), é feita de acordo com o número de habitantes, na qual são fixadas faixas populacionais, cabendo a cada uma delas um coeficiente individual.

Pesquisas
Dentre inúmeros estudos atribuídos ao IBGE, alguns deles são a pesquisa de Rendimento Domiciliar per capita; Pnad Contínua; Estatísticas do Cadastro Central de Empresas; Estimativas da População; Tábuas Completas de Mortalidade para o Brasil e o Censo, realizado de 10 em 10 anos.

A data
Apesar do Decreto em 6 de julho de 1934, oficialmente, o IBGE só surgiu em 29 de maio de 1936, com a regulamentação do Instituto Nacional de Estatística (INE).

Grandes estudiosos, liderados pelo estatístico Mário Augusto Teixeira de Freitas, incentivaram a criação do órgão. “É correto dizer que a gente tem duas datas de aniversário. A gente sempre comemora também porque quem instituiu, ainda que não instalou de fato a instituição, foi esse Decreto na data de 6 de julho”, apontou Menezes.

“Para mim, como servidor do IBGE, estou aqui já tem 18 anos, a data é muito importante, ela serve para lembrarmos os relevantes serviços prestados pela instituição nesses quase 90 anos de história, destacando aqui a realização de todos os censos demográficos desde as pesquisas domiciliares de mais diversas naturezas que mostram a realidade da nossa população, com índices como trabalho, renda, educação, saneamento básico, dentre outros”, declarou orgulhoso o gerente regional.

Por fim, Douglas ressaltou a importância dos munícipes responderem aos agentes de coleta, e àqueles que desejam conhecer quais pesquisas que o IBGE realiza, bem como quais são os agentes de coleta, basta acessar o site respondendo.ibge.gov.br.

Encontrou um erro, ou quer sugerir uma notícia? Fale com o editor: [email protected]

Comentários

Aviso - Os comentários não representam a opinião do Portal Diário do Aço e são de responsabilidade de seus autores. Não serão aprovados comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes. O Diário do Aço modera todas as mensagens e resguarda o direito de reprovar textos ofensivos que não respeitem os critérios estabelecidos.

Gildázio Garcia Vitor

06 de julho, 2024 | 10:17

“Parabéns aos Servidores desta importantíssima autarquia que, há 90 anos, vêm auxiliando os nossos administradores públicos no conhecimento da realidade do país e na tomada de decisões, benéficas aos cidadãos e à Nação.
Os únicos Presidentes que tentaram avacalhar e até desmoralizar o IBGE foram Collor (1990-1992) e Bolsonaro (2019-2022), o que nem os Generais Ditadores (1964-1985) tentaram fazer, o máximo que fizeram, foi censurar e vetar a publicação de dados estatísticos de algumas importantes pesquisas desenvolvidas pelo Instituto, como, por exemplo, uma sobre a fome que assolava o Brasil nas décadas de 1960-1970, as do "Milagre Brasileiro" (1968-1974).”

Envie seu Comentário