13 de junho, de 2024 | 17:57

Acusado de ser mandante de chacina em Mutum e procurado pela Justiça em Ipatinga é preso no ES

Divulgação
A polícia encontrou em Vitória (ES), principal acusado de ser mandante de matança em Mutum (MG)A polícia encontrou em Vitória (ES), principal acusado de ser mandante de matança em Mutum (MG)

Policiais militares prenderam o principal suspeito de ser o mandante dos homicídios ocorridos na cidade de Mutum, Zona da Mata mineira, no dia 1º de junho. A prisão ocorreu na tarde de quarta-feira (12), em Vitória, no Espírito Santo, e contou com o apoio de policiais militares daquele Estado.

A porta-voz da PMMG, major Layla Brunnela, informou que o preso, de 30 anos, já tinha mandado de prisão expedido pela Comarca de Ipatinga por causa do envolvimento dele com o tráfico de drogas no Vale do Aço.

A partir de informações do envolvimento do foragido nos homicídios em Mutum, ele passou a ser procurado pela Diretoria de Inteligência da Instituição. “O apoio da Polícia Militar do Espírito Santo foi fundamental para a localização e a presença dos nossos agentes de inteligência no estado facilitou as buscas”, destacou a oficial da PM.
O foragido não resistiu à prisão.

A chacina
No fim de semana, quatro pessoas morreram e duas ficaram feridas em uma chacina. As investigações apontam que, das vítimas, uma era traficante de drogas, cessou a negociação com um grupo criminoso e passou a negociar por conta própria. Por isso, foi alvo da outra facção.

O alvo principal da chacina era Eduardo da Silva Alves, de 33 anos. As outras vítimas, Renan das Neves da Costa, de 35 anos, Verônica Priscila Araújo de Souza, de 34, e Tainara Oliveira Miranda, de 20 anos, trabalhavam na zona rural de Mutum em lavouras de café. Eles moravam com Eduardo, numa relação que envolvia a dependência química.
Encontrou um erro, ou quer sugerir uma notícia? Fale com o editor: [email protected]
MAK SOLUTIONS MAK 02 - 728-90

Comentários

Aviso - Os comentários não representam a opinião do Portal Diário do Aço e são de responsabilidade de seus autores. Não serão aprovados comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes. O Diário do Aço modera todas as mensagens e resguarda o direito de reprovar textos ofensivos que não respeitem os critérios estabelecidos.

Oliveira

14 de junho, 2024 | 06:16

“Só gente boa!”

Envie seu Comentário