Expo Usipa 2024 02 - 728x90

16 de maio, de 2024 | 06:30

Amigos e fãs se despedem do radialista Washington Rodrigues, o Apolinho

Morreu nesta quarta-feira (15), aos 87 anos, Washington Rodrigues. Apolinho, considerado um dos maiores comunicadores da radiodifusão brasileira, era comentarista e apresentador na Super Rádio Tupi. Ele estava internado no Hospital Samaritano, na Barra da Tijuca, Zona Oeste do Rio de Janeiro, tratando um câncer. A informação é da Rádio Tupi FM.
Álbum pessoal
Apolinho, considerado um dos maiores comunicadores da radiodifusão brasileira, era comentarista e apresentador na Super Rádio TupiApolinho, considerado um dos maiores comunicadores da radiodifusão brasileira, era comentarista e apresentador na Super Rádio Tupi


Washington Carlos Nunes Rodrigues nasceu no Rio de Janeiro, no dia 1º de setembro de 1936. Revelou-se desde cedo um amante do futebol e sempre se orgulhou em dizer que organizava saídas da escola para frequentar o recém-inaugurado Maracanã. Na juventude, enquanto era bancário, tinha como hobby a prática do futebol de salão e, ainda de forma amadora, enviava boletins sobre a modalidade para a Rádio Guanabara, que o contrataria em um futuro não tão distante.

O apelido Apolinho, num primeiro momento, foi dado para o seu microfone pelo locutor Celso Garcia, em alusão aos equipamentos usados pelos astronautas da missão Apollo 11. Logo, o também lendário Waldir Amaral seguiu usando o termo. Não demorou para todos transferirem o apelido do microfone para Washington Rodrigues.

Repórter irreverente
Irreverente e criativo, Apolinho não demorou para se notabilizar como um dos principais repórteres do rádio brasileiro. Trabalhou nas principais emissoras do Rio de Janeiro e fez parte de formações históricas. Depois da Copa do Mundo de 1978, na Argentina, recebeu um convite de um de seus parceiros mais notáveis, o Garotinho José Carlos Araújo, para virar comentarista. Juntos, formaram uma das parcerias mais emblemáticas de toda a história em veículos como as rádios Globo e Nacional, além do reencontro na Super Rádio Tupi, em 2015.

Na Rádio Tupi, a passagem mais recente foi iniciada em 1999, com o tradicional Show do Apolinho, que informou e divertiu os ouvintes, além de pautar a imprensa por mais de duas décadas. No período, formou mais uma dupla marcante da comunicação, ao lado do locutor Luiz Penido, nas principais transmissões envolvendo o futebol carioca e Seleção Brasileira.

Além de seu programa, Washington Rodrigues assinava a ‘Palinha do Apolinho’ no Giro Esportivo, além do quadro ‘Geraldinos & Arquibaldos’ – termos inventados pelo próprio – nas manhãs da Tupi com Clóvis Monteiro, entre segunda e sexta, e Roberto Canazio, aos sábados. Também fazia parte da bancada de comentaristas do Show da Galera, exibido nas tardes de sábado e ancorado por Luiz Penido, além de ser o principal comentarista esportivo da Super Rádio Tupi.

No último mês de fevereiro, o Show do Apolinho completou 25 anos na Super Rádio Tupi. O programa contou com companheiros de longa data, como o produtor e comentarista Marcus Vinícius e o sonoplasta Anderson Almeida. A formação atual também contava com a produtora Deysi de Assis e o famoso ‘Robetão’, o robô, E.T. e anão. (Com informações da Rádio Tupi)
Encontrou um erro, ou quer sugerir uma notícia? Fale com o editor: [email protected]

Comentários

Aviso - Os comentários não representam a opinião do Portal Diário do Aço e são de responsabilidade de seus autores. Não serão aprovados comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes. O Diário do Aço modera todas as mensagens e resguarda o direito de reprovar textos ofensivos que não respeitem os critérios estabelecidos.

Envie seu Comentário