Expo Usipa 2024 02 - 728x90

16 de maio, de 2024 | 07:00

Projeto de nova ferrovia em MG recebeu autorização para captar recursos no mercado

Arquivo DA
Empresa avalia que nova ferrovia atenderá uma capacidade de produção ociosaEmpresa avalia que nova ferrovia atenderá uma capacidade de produção ociosa
O projeto de construção de uma nova ferrovia entre Minas e Espírito Santo recebeu aprovação do Governo Federal para captar recursos no mercado e para desoneração fiscal. A proposta da empresa Petrocity Ferrovias Ltda. busca construir uma nova estrada de ferro que ligará o município de Barra de São Francisco (ES) a Ipatinga, com 242 km de extensão.

A direção da Petrocity anunciou o plano no cenário brasileiro em 2021 e, durante reuniões realizadas no Vale do Aço, declarou que se o investimento for confirmado as obras podem começar em 2026, com 90 anos de exploração e um custo em torno de R$ 5 bilhões. A empresa também avalia se o Vale do Aço receberá uma ou duas plataformas da futura estrada de ferro.

Ao todo, nove projetos de infraestrutura de transportes foram classificados pelo Ministério dos Transportes como prioritários para captar recursos no mercado privado por meio de debêntures (títulos) e obter desoneração fiscal. Entre eles, sete propostas de ferrovias e duas de rodovias.

Projetos da Petrocity
A empresa Petrocity Ferrovias conseguiu aprovação em Regime Especial de Incentivos para o Desenvolvimento da Infraestrutura (Reidi) para três projetos: a Estrada de Ferro Minas Espírito Santo, que ligará Barra de São Francisco a Ipatinga; a Estrada de Ferro Planalto Centro, que ligará Unaí (MG) a Campos Verdes (GO), com 530 km de extensão; e a Estrada de Ferro Juscelino Kubitschek, que ligará São Mateus (ES) a Santa Maria (DF), com 1.310 km de extensão que atravessam os estados de Espírito Santo, Minas Gerais e Distrito Federal.

Vitória/Minas
A Vale também poderá usar os incentivos fiscais para executar intervenções obrigatórias, dentre elas as obras de duplicação de segmento ferroviário, demolição de Obra de Arte Especial e minimização de conflitos urbanos, na concessão da Estrada de Ferro Vitória a Minas, cuja malha ferroviária atravessa os estados de Espírito Santo e Minas Gerais, e ainda na concessão da Estrada de Ferro Carajás, que passa pelos estados do Maranhão e do Pará.

O que são Debêntures
Conforme divulgado pelo Ministério dos Transportes, as debêntures incentivadas são títulos de dívida emitidos por empresas que exercem atividades no ramo da infraestrutura. São isentas de imposto de renda para incentivar mais pessoas a comprarem esse tipo de título, ampliando o dinheiro arrecadado pelas empresas para a execução de obras ou serviços de infraestrutura no país.
Encontrou um erro, ou quer sugerir uma notícia? Fale com o editor: [email protected]

Comentários

Aviso - Os comentários não representam a opinião do Portal Diário do Aço e são de responsabilidade de seus autores. Não serão aprovados comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes. O Diário do Aço modera todas as mensagens e resguarda o direito de reprovar textos ofensivos que não respeitem os critérios estabelecidos.

Pragmático

18 de maio, 2024 | 23:40

“"Prosopopéia flácida para acalentar bovinos.", no popular "Conversar para boi dormir.", ou melhor, assunto que sempre volta a ser veiculado em ano de eleições.”

Elias

18 de maio, 2024 | 13:06

“O problema de os projetos brasileiros ficarem muito só na captação de recursos é que acaba beneficiando muito interesses gringos em detrimento do nacional, gerando a sensação de frustração de os avanços não resultaram em aumento de riqueza nacional e benefícios adicionais diretos às pessoas. Complicado equalizar a necessidade de capital com as necessidades do povo.”

Zenildo Andrade Jorge

17 de maio, 2024 | 22:41

“Alguém que esteja mais informado a respeito da matéria, saberia informar qual o trecho (cidades) por onde passará a estrada de ferro entre Ipatinga MG e Barra de São Francisco ES.”

Eliana

17 de maio, 2024 | 08:31

“Espero que não tirem a ferrovia de Itabira/ que é de grande importância para a cidade/ e para a comunidade”

Domingos Nogueira

16 de maio, 2024 | 22:06

“Precisamos muito de ferrovias no Brasil.”

Gil Almeida

16 de maio, 2024 | 21:53

“Gostaria de entender por qual motivo não se constrói ferrovias com trens passageiros de alta velocidade interligando as principais capitais do Brasil desde Belém a Porto Alegre.
Pois atualmente está muito perigoso viajar nas rodovias brasileiras. Não se investem em duplicar as rodovias, que estão lotadas de caminhões e obrigam o passageiro a viajar de avião. Com passagens caríssimas.”

Ermenegildo Pardo de Almeida

16 de maio, 2024 | 21:42

“Quando será iniciada a construção da Ferrovia do Lítio, que situará no local da antiga Ferrovia Bahia e Minas. Que levará o Lítio de Araçuaí no Vale do Jequitinhonha, até o porto de Caravelas no Sul da Bahia. Pois não vejo nenhuma notícia a respeito do tema.”

Renier

16 de maio, 2024 | 17:25

“Trem bala Vitória x BH até ficar pronto a população estará bem maior, falta planejamento para isso.”

Climaco Cezar de Souza

16 de maio, 2024 | 14:17

“Como JA denunciei ha 04 anos, lA VEM OS GOLPES (no Brasil, Infelizmente, qq ferrovias somente se viabilizam se transportar muito minerio, mesmo que barato. Tb não podem ligar o nada a lugar nenhum. Em 2003, escrevi um livro detalhado acerca ) CUIDADO”

Raimundo Cesar da Silva

16 de maio, 2024 | 13:03

“Eu acho bom , todo projeto teria que ser incluído o lado sócial ,que e o trem de passageiros , um durante oa noite de outro de manhã . São doze horas de viagem .A vale deveria ter no mínimo dois horários de trem,minas espírito santo . A Demanda e grande .”

Pronto Falei

16 de maio, 2024 | 12:38

“GM, Ford, estamparia da Fiat...desde anos 90 escuto falar de projetos para vale do aço, novas empresas e rotas. Só vou acreditar quando ver funcionando. Nossos políticos regionais são fracos, nossa elite econômica)empresarial tem visam atrasada. A "grande empresa" da região não quer concorrencia para não de obra, ela precisa pagar pouco. Enfim, aqui está fadado ser uma roça grande que se acha capital de algo.”

Sérgio Sciani

16 de maio, 2024 | 11:49

“O sul de Minas, merecia um projeto dessa envergadura, visto que, tem muitos trechos a recuperar e uma saída natural pra São Paulo, o estado da maior economia do país.”

Paulo Correa

16 de maio, 2024 | 10:01

“Qual a justificativa econômica para esses três projetos?”

Fabio Murilo

16 de maio, 2024 | 09:52

“Com certeza esse interesse todo e para o minério...reparem que na matéria nem se quer falam de trem de passageiros...isso e muito triste...eu acho que o brasil só dá passos pra trás e nunca pra frente.”

Ana Lucia Paiva

16 de maio, 2024 | 07:20

“Governantes de Gov Valadares, querem que vá até a cidade e não até Ipatinga.”

Envie seu Comentário