Expo Usipa 2024 02 - 728x90

15 de maio, de 2024 | 17:34

Secretaria de Saúde alerta para superlotação nas unidades de urgência e emergência em Ipatinga

Divulgação
Além de Ipatinga, as unidades são porta de entrada para pacientes de outros 35 municípios da macrorregiãoAlém de Ipatinga, as unidades são porta de entrada para pacientes de outros 35 municípios da macrorregião

A Secretaria de Saúde de Ipatinga lançou um alerta à população, nesta quarta-feira (15), sobre a superlotação nas unidades de urgência e emergência do município. Com uma demanda crescente por serviços de saúde, principalmente relacionada a doenças respiratórias, comuns nos períodos mais secos, as unidades estão operando no limite de sua capacidade, enfrentando dificuldades para atender a todos que necessitam de cuidados médicos urgentes. Além de Ipatinga, as unidades atendem pacientes de outros 35 municípios da macrorregião. As portas de entrada são Hospital Municipal Eliane Martins (HMEM), UPA24h (Unidade de Pronto Atendimento) e Hospital Márcio Cunha (HMC).

De acordo com o secretário de Saúde de Ipatinga, Walisson Medeiros, a situação requer a colaboração de todos. "Estamos enfrentando uma sobrecarga em nossas unidades de urgência e emergência. É essencial que a população compreenda a gravidade da situação e busque alternativas de atendimento em casos de sintomas leves", ressaltou.

Diante desse cenário, a Secretaria de Saúde orienta a população a procurar a Unidade de Suporte localizada no bairro Cidade Nobre para casos de sintomas leves, a fim de aliviar a pressão sobre as unidades de urgência e emergência.
"A Unidade de Suporte está preparada para oferecer atendimento adequado a pacientes com sintomas leves, contribuindo para uma distribuição mais equitativa dos recursos de saúde", explicou o secretário.

Ele também destacou a importância do apoio e compreensão da população. "Contamos com a colaboração de todos. É fundamental que cada um faça a sua parte, buscando atendimento adequado conforme a gravidade do seu caso", concluiu.
Encontrou um erro, ou quer sugerir uma notícia? Fale com o editor: [email protected]
MAK SOLUTIONS MAK 02 - 728-90

Comentários

Aviso - Os comentários não representam a opinião do Portal Diário do Aço e são de responsabilidade de seus autores. Não serão aprovados comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes. O Diário do Aço modera todas as mensagens e resguarda o direito de reprovar textos ofensivos que não respeitem os critérios estabelecidos.

Cris

16 de maio, 2024 | 12:58

“Se as unidades básicas de saúde funcionassem de maneira eficaz, não haveria superlotação dos serviços de urgência e emergência.”

Amadeu

16 de maio, 2024 | 12:32

“Boa tarde.
As ubs tem excelentes profissionais, nao valorizados e na ubs da cidade nobre tinha uma médica Dr Rita muito excelentes e dava toda a atenção. Nao ficou muito ....pessoal boas nao fica ...salários terceirizados....tem que valorizar as pessoas que nos ajudam...nao é só remédio que cura e sim uma boa conversa e atenção.
Abraços”

Estranho

16 de maio, 2024 | 06:52

“Não é novidade esta informação, sem necessidade de divulgar, quem precisar de atendimento na UPA ou Hospital Municipal, já vai tranquilo e sabendo que será demorado o atendimento; o que irrita são as pessoas "BARRAQUEIRAS" sempre polemizando, falando alto e exigindo respeito, sendo que as mesmas não respeitam ninguém. Não querem atendimento público? Façam um plano de saúde ou se estiverem aguardando atendimento 0800, sejam mais educados e pacientes.
Obs: Não sou funcionário, isto foi o que presenciei quando precisei de tomar vacina antirabica,e só tinha na UPA.”

Atenta

15 de maio, 2024 | 20:35

“Estive hoje na UPA. Minha irmã foi muito bem atentida, apesar da superlotação. Sempre tem aquele acompanhante estressado que NÃO AJUDA. Deixando o ambiente tenso , gritando que vai chamar a polícia, etc, etc. Como se isso fosse resolver. Está superlotado, 2 clínicos 2 ortopedistas atendendo. Deveria ser ampliado o local de medicação, mais técnicos . Pouca maca. Muita gente de outra cidade. Mas estão atendendo. Agora no entorno da UPA, muitos dependentes de drogas. Ficam perambulando na recepção, uns gritando, outros alucinados. Isso não é certo. Alô Prefeito!!!”

Envie seu Comentário