10 de maio, de 2024 | 17:10

Toneladas de doações para o Rio Grande do Sul são arrecadadas no Vale do Aço

Veja o vídeo com o embarque da primeria carga que saiu quinta-feira (9/5) em direção ao Sul do Brasil

Anderson Figueiredo
Doações recolhidas são concentradas em um galpão no bairro Iguaçu, em IpatingaDoações recolhidas são concentradas em um galpão no bairro Iguaçu, em Ipatinga

Centenas de voluntários se revezam no trabalho de separação e organização das doações recebidas no Vale do Aço e que serão encaminhadas para a população do estado do Rio Grande do Sul. A solidariedade da região já lotou dois galpões e nesta semana uma carreta com cerca de 40 toneladas de água foi envida para o município de Porto Alegre.
As informações são de Adrian Willians Favorito Souza, um dos voluntários que tem ajudado na organização dos itens recebidos. Segundo ele, neste momento há necessidade de doações de alimentos de fácil consumo, como biscoitos, pães e outros que não precisem de cozimento, devido às dificuldades enfrentadas pelos desalojados. Além de cobertores, roupas de frio e remédios.

A iniciativa também vem recebendo alimentos não perecíveis; roupa de cama; cobertores; ração para cães e gatos; materiais de primeiros socorros; produtos de higiene pessoal e produtos de limpeza; mamadeiras, bicos e fraldas; roupas de todos os tamanhos; leite e fórmulas.

Os interessados em contribuir podem entregar os donativos em vários pontos de recolhimento, entre eles em Timóteo, no bairro Funcionários, na clínica Clivet Quintão e no AMA Hospital Veterinário. Em Coronel Fabriciano, na Clivet Quintão e na loja Carola, no bairro Giovanini ou na Clínica Veterinária Reino Animal, no bairro Santa Helena.

No município de Ipatinga os pontos de coleta são: Clivet Quintão no Cidade Nobre; Clínica Veterinária Rócio no Iguaçu; Zargot Calçados no Horto; Clínica Dermaclean no Cariru; Kotai Mitsubishi e Loja Adequa no centro. Em Santana do Paraíso na loja Samba Lelê Kids, no Centro.

Os itens doados em todos esses locais são encaminhados para um galpão no bairro Iguaçu, em Ipatinga. Lá eles são organizados e levados ao estado sulista.

Situação no estado
Conforme divulgado pela Agência Brasil, o Rio Grande do Sul contava, até a tarde desta sexta-feira (10) quase 70 mil pessoas acolhidas temporariamente em abrigos, porque foram forçadas a sair de suas residências devido às fortes chuvas no estado desde 29 de abril.

O documento da Defesa Civil mostra também que 337.116 pessoas estão desalojadas em todo o estado. Além disso, o número de municípios gaúchos afetados pelos temporais chega a 435, o que representa 87,5% do total do estado (497). Até o momento, foram registradas 116 mortes.


Encontrou um erro, ou quer sugerir uma notícia? Fale com o editor: [email protected]
MAK SOLUTIONS MAK 02 - 728-90

Comentários

Aviso - Os comentários não representam a opinião do Portal Diário do Aço e são de responsabilidade de seus autores. Não serão aprovados comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes. O Diário do Aço modera todas as mensagens e resguarda o direito de reprovar textos ofensivos que não respeitem os critérios estabelecidos.

Envie seu Comentário