Expo Usipa 2024 02 - 728x90

11 de maio, de 2024 | 13:00

Nossa viagem futura

Paulo Hayashi Jr. *


Rever parentes que há muitos anos não se via é salutar para reafirmar os laços familiares e o bem querer. Somos todos uma grande família e o tempo descortina o que temos na essência. Não somos seres que vivem para a matéria, mas o contrário. Somos espíritos que se utilizam da matéria para a perfectibilidade maior. Temos as sementes divinas, mas precisamos do cuidado e dos esforços para a correta germinação, desenvolvimento e frutificação.

Jesus Cristo é o jardineiro fiel que abençoa a todos e que não esquece de ninguém. Neste sentido, refletir sobre o passado e admirar o futuro representa planejar o presente para aproveitar cada momento.

Viver com sabedoria é ser aberto às aprendizagens e às lições do mundo. Quem aprende rápido acumula melhores resultados das escolhas do que aqueles que preferem persistir nos equívocos. Somos sempre o que escolhemos ser e fazer. Cabe a cada um ter a disciplina e a atitude de eterno aprendiz.
“Quem aprende rápido acumula melhores resultados das escolhas do que aqueles que preferem persistir nos equívocos”


O tempo passa, a velhice do corpo vem, mas a tranquilidade da consciência leve chega apenas para aqueles que souberam semear as boas obras no seu devido momento. Olhar para o passado é uma volta a si como também as oportunidades realizadas, bem como os desperdícios. Infelizmente nem todos partem com a missão cumprida, quando a derradeira hora chegar. A viagem através do Aquerontes é certa, mas nem todos se preparam de modo adequado.

Não se vive por acaso, tampouco para si. Viver para a semeadura do conhecimento, da bondade e do amor é uma forma segura de pavimentar nossa trilha para chegar cada dia mais próximos de Deus.

* Doutor em Administração. Professor e pesquisador da Unicamp.

Obs: Artigos assinados não reproduzem, necessariamente, a opinião do jornal Diário do Aço


Encontrou um erro, ou quer sugerir uma notícia? Fale com o editor: [email protected]

Comentários

Aviso - Os comentários não representam a opinião do Portal Diário do Aço e são de responsabilidade de seus autores. Não serão aprovados comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes. O Diário do Aço modera todas as mensagens e resguarda o direito de reprovar textos ofensivos que não respeitem os critérios estabelecidos.

Envie seu Comentário