08 de maio, de 2024 | 10:22

Furto de picanha termina em agressão e prisão em Fabriciano

O flagrante do furto de uma peça de picanha bovina terminou na prisão de G.H.L., de 27 anos, no fim da tarde de terça-feira (7). Ele ainda agrediu um segurança de 39 anos, funcionário do supermercado, no momento em que foi cercado no estacionamento de um hotel, em Coronel Fabriciano, durante a tentativa de fuga.
Enviada para o Diário do Aço
A peça de picanha bovina foi recuperada com o autor do crime que tentou fugirA peça de picanha bovina foi recuperada com o autor do crime que tentou fugir

O furto foi praticado no estabelecimento localizado na rua São Sebastião, bairro dos Professores, em Coronel Fabriciano. O suspeito foi visto pegando uma peça de picanha das gôndolas de frios. Ao passar pelo sensor da porta, houve o disparo do alarme e o homem fugiu com o produto.

Ele correu para a avenida Julita Pires Bretas, porém, um segurança do estabelecimento estava logo atrás. O autor ladrão avistado segurando a picanha e entrou pelo estacionamento do hotel Metropolitano, na mesma avenida.

Homem resistiu à prisão e ainda agrediu o segurança com uma paulada

O estabelecimento foi cercado com o auxílio de policiais militares, acionados pelos funcionários do supermercado. O indivíduo foi preso depois de tentar resistir à prisão. Antes, ele usou uma tábua de madeira com arame, encontrada no estacionamento do hotel, para golpear o segurança na cabeça, causando-lhe uma lesão. O agressor também se feriu ao tentar resistir.

Ambos foram levados para o Hospital José Maria Morais, onde receberam atendimento médico e foram liberados em seguida. A carne furtada foi devolvida ao supermercado, por ser alimento perecível.

O preso, que admitiu o furto, foi detido em flagrante e conduzido ao plantão da 1ª Delegacia Regional de Ipatinga. Ele alegou que pretendia trocar a carne por drogas, pois é usuário de entorpecente.

O sensor, que estava afixado com a peça de carne, disparou o alarme ao passar pela porta do supermercadoO sensor, que estava afixado com a peça de carne, disparou o alarme ao passar pela porta do supermercado
Encontrou um erro, ou quer sugerir uma notícia? Fale com o editor: [email protected]
MAK SOLUTIONS MAK 02 - 728-90

Comentários

Aviso - Os comentários não representam a opinião do Portal Diário do Aço e são de responsabilidade de seus autores. Não serão aprovados comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes. O Diário do Aço modera todas as mensagens e resguarda o direito de reprovar textos ofensivos que não respeitem os critérios estabelecidos.

José

09 de maio, 2024 | 13:35

“Sr. France, fala para nós leitores onde podemos encontrar picanhas com esse preço, porque queremos comprar também. Produtos bons, inspecionados tá?”

Supervisor de Segurança

09 de maio, 2024 | 12:45

“Será dono supermercado vai aumentar salário do fiscal prevenção de perda ou. Fazer homenagem sério pena do fiscal prevenção a única coisa pega atestado de 2 dias e depois volta pra rotina do coelho Diniz coronel Fabriciano agora PM aposentado que faz bico lá ganhar diária 250 reais fiscal prevenção de perda 1,420 para defender patrimonial acordar não vale apena perder vida pela picanha saiu fora do supermercado e segurança pública sempre falei isto com meus fiscal prevenção infelizmente fiscal prevenção não tem miolos na cabeça vai estudar isto não vida .”

France

09 de maio, 2024 | 07:55

“Isso porque hoje, a picanha está a 34,99 o Kg.
Imagina quando estava a 99,00”

Jose Dasilva

09 de maio, 2024 | 01:01

“O que mais me espanta é carne com sensor contra roubo. Não sabia que tinhamos chrgado a esse ponto.”

Rr

08 de maio, 2024 | 18:14

“Ele não gosta de trabalhar porque está doente e precisa se tratar assim como um doente de AIDS ou Câncer e caso de saúde pública enquanto nas cadeias estão cheias de depende químico os barões das drogas imperando nas ruas sistema falido”

Valdecir

08 de maio, 2024 | 18:12

“Já falei com vários seguranças para adquirir um bastão retrátil. Um ladrão pode estar com uma faca que vc quebra ele no pau.”

Joao Batista de Souza

08 de maio, 2024 | 17:07

“Ele gosta de picanha ! mais trabalhar ele não quer com certeza .”

Envie seu Comentário