28 de abril, de 2024 | 12:45

Passarela sobre a linha férrea no Horto em Ipatinga é liberada para pedestres

Alex Ferreira
Travessia sobre os trilhos da EFVM entre os bairros Horto e Amaro Lanari agora somente por meio dessa passarelaTravessia sobre os trilhos da EFVM entre os bairros Horto e Amaro Lanari agora somente por meio dessa passarela

A passarela sobre a Estrada de Ferro Vitória a Minas, no bairro Horto, em Ipatinga, está aberta para o trânsito de pedestres. A construção da estrutura é um dos compromissos assumidos na renovação da concessão ferroviária, assinada em 2020 pela Vale.

O objetivo é dar mais a segurança na travessia de pedestres e ciclistas entre a avenida Brasília, de quem vem do bairro Amaro Lanari, em Coronel Fabriciano e precisam atravessar a EFVM para o bairro Horto, em Ipatinga.

A passarela tem fechamento lateral, grade metálica e corrimão e é iluminada. Um muro foi construído nos pontos onde havia antes a passagem de pedestres e ciclistas sobre a ferrovia. Agora, a travessia somente é possível pela passarela.
Alex Ferreira

Leia também:
Iniciada a construção do viaduto sobre a EFVM que dará acesso ao Aeroporto Regional, em Santana do Paraíso



Passarelas em Timóteo e Santana do Paraíso


Conforme já noticiado pelo Diário do Aço, em dezembro de 2023 a Vale entregou a obra de duas passarelas, uma Santana do Paraíso e outra em Timóteo.

Em Timóteo, o equipamento foi instalado à margem da BR-381, ligando a rua das Indústrias, no bairro Alegre, ao contorno rodoviário, em frente ao bairro Nova Esperança. A estrutura conta com 160 metros de extensão. A travessia de pedestres recebeu rampa, iluminação e sinalização. Também foi feito um muro de proteção, com 83 metros de extensão.
Alex Ferreira

Em Santana do Paraíso, a passarela foi construída no bairro Ipaba de Santana do Paraíso (Ipabinha). Conforme a assessoria de imprensa da Vale, a estrutura tem aproximadamente 210 metros de extensão, considerando 30 metros de travessia e 180 metros de rampa. Também foi construído um muro de proteção nas proximidades da passarela.
Encontrou um erro, ou quer sugerir uma notícia? Fale com o editor: [email protected]
MAK SOLUTIONS MAK 02 - 728-90

Comentários

Aviso - Os comentários não representam a opinião do Portal Diário do Aço e são de responsabilidade de seus autores. Não serão aprovados comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes. O Diário do Aço modera todas as mensagens e resguarda o direito de reprovar textos ofensivos que não respeitem os critérios estabelecidos.

Gilmar Vilete

04 de maio, 2024 | 19:33

“Seria melhor se tivessem fechado a travessia da linha férrea e obrigar o povo ir passar por baixo do Viaduto. É muito mais SEGURO, o tanto que vai andar na passarela dá pra chegar no viaduto”

Cabeção

01 de maio, 2024 | 21:32

“A Vale fez a parte dela e com dinheiro privado, o governo agora faz a parte dele e pronto!”

Aloisio

29 de abril, 2024 | 14:32

“Agora, DNIT poderia colocar SEMAFORO para travessia de pedestres e ciclistas atravessando a BR 381 sentido Horto/ passarela , evitando atropelamentos. Até o DENIT fazer a passarela dela.”

Zezé

29 de abril, 2024 | 10:58

“Quando o senhor Roberto diz que morreu muita gente, ele não citou que uma boa parte dos que morreram, morreram tentando transpor o leito de rolamento da BR 381. Ali os automóveis, caminhões, ônibus e motocicletas transitam em alta velocidade e é um trânsito intenso e eles colocaram a saída da passarela bem em cima do leito dessa rodovia. A meu ver foi um gasto BURRO. Uma obra de porte grande, de um enorme gasto pra assassinar pessoas de memor poder aquisitivo. Um abuso com a cara do povo. Gora que a pessoa vai ter que andar 1 km sobre a tal passarela. Jogaram dinheiro fora.”

Arthur

29 de abril, 2024 | 08:22

“Espero estar errado, mas o tanto de atropelamento que pode acontecer ali, sem a continuação sobre as pistas de rolamento da BR, não é brincadeira...”

Jonas Santo

29 de abril, 2024 | 02:37

“Realmente, fico indignado com uma ?obra? dessa, aliás, fizeram outra, do mesmo jeito, no bairro Alegre, em Timóteo.
Fico a me perguntar, como que as duas prefeituras permitiram construções de duas obras, que não beneficiará em nada a população, pois, nos dois casos, a pessoa irá atravessar a linha férrea e vai se deparar com o trânsito intenso da BR, que, aliás, já ceifou a vida de várias pessoas, ou seja, obras desnecessárias, quando se pensa na segurança nos locais. Simplesmente uma covardia com os pagadores de impostos!”

Frederico

28 de abril, 2024 | 22:14

“Ficou ótimo a parte da vale,mas o transtorno na 381 vai continuar,eu sugiro radares nos dois sentidos com velocidade de 40 km e com passagem elevada,aí sim vão fechar com chave de ouro.”

Murilo

28 de abril, 2024 | 22:04

“Essa obra mostra o total desrespeito a vida do cidadão... preocupou apenas se livrar das responsabilidades de quem atravessa a linha férrea... Mas logo em seguida morrem tentando atravessar a BR....obra burra e idiota.... além dos políticos coniventes”

Fbs

28 de abril, 2024 | 18:05

“Brasil vai dar certo..Acredita...
O cidadao vai andar por 1km pra chegar no acostamento da 381...Surreal.”

Cidadão

28 de abril, 2024 | 15:32

“Uma passarela desta seria muito mais util em frente ao Villefort Veneza atravessando a BR pra que vai sentido parque Ipanema-Iguaçu”

Eduardo

28 de abril, 2024 | 15:13

“Este projeto demonstra a incapacidade das entidades públicas e privadas manter um diálogo mínimo para trazer um benefício máximo para população (e a de Timóteo é a mesma coisa). A passarela devia transpor a BR, pois é um crime deixar pedestre disputando espaço com caminhões e carros na BR.”

José Carlos

28 de abril, 2024 | 14:45

“A passarela sobre a ferrovia era responsabilidade da Vale. Perguntem se o Dnit quis assumir a parte dele em fazer uma travessia de pedestres SOBRE A SUA RODOVIA? Eu perguntei na época. A resposta do Dnit: "Não está nos nossos estudos". O governo também está contando com os ovos antes da galinha, apostando todas as fichas na concessão da rodovia para a iniciativa privada, a fim de assumir esse tipo de obra.”

Protetor

28 de abril, 2024 | 14:19

“O risco de acidente continua, tem que atravessar a BR. O projeto poderia ser feito passarrela na BR tambem.”

Leandro Ferreira Campos

28 de abril, 2024 | 14:16

“Parabéns à Vale e todos os envolvidos pois tirou um peso de suas costas até o dia que quebrarem os muros e voltarem a passar por baixo pois de muito pouco adiantou uma travessia que liga nada ao lugar nenhum. É de uma burrice sem tamanho pois joga o transeunte numa pista de rolamento de alta velocidade. No dia que o ocorrer o primeiro atropelamento ali vocês vão repensar a inutilidade dessa passarela. Porquê não levar ao outro lado do asfalto de uma vez, mas o problema não é da VALE né?”

G52

28 de abril, 2024 | 13:20

“?timo: agora os pedestres deixarão de serem atropelados por locomotivas para serem atropelados por veículos da BR 381!
A Vale fez um excelente trabalho, mas infelizmente os órgãos públicos não atuaram com o mesmo zelo na preservação de vidas.

Onde já se viu uma passarela que liga uma ciclovia a um acostamento de BR no perímetro urbano sem a mínima segurança?!?!”

Diogenes, o Cínico

28 de abril, 2024 | 13:11

“PERGUNTAR NAO OFENDE:
Será que foi feito um estudo de viabilidade , para construção dessa passarela?
DNIT, tem algum estudo para completar funcionalidade da mesma, e colocar pedestre outro lado rodovia???

Nada melhor que o tempo, para consertar as coisas, espero que não esperem alguém morrer, primeiro.”

Envie seu Comentário