PREF BELO ORIENTE MAIO LARANJA 02 - 728X90

17 de abril, de 2024 | 14:54

Aciapi-CDL e Sebrae realizam treinamento para expositores da Feiraço 2024

Divulgação
O CEO da Cobi, Vinícius Colombini, foi o responsável por ministrar a oficina ?Boas Práticas Comerciais antes, durante e após a feira?O CEO da Cobi, Vinícius Colombini, foi o responsável por ministrar a oficina ?Boas Práticas Comerciais antes, durante e após a feira?

Na manhã desta quarta-feira (17), foi realizado um treinamento com o objetivo de preparar os expositores para a quarta edição da Feiraço – Feira Comercial de Produtos e Serviços, que ocorrerá entre os dias 15 e 18 de maio. O evento ocorreu no auditório da Associação Comercial, Industrial, Agropecuária e de Prestação de Serviço de Ipatinga (Aciapi) e da Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL) de Ipatinga.

O CEO da Cobi, Vinícius Colombini, foi o responsável por ministrar a oficina “Boas Práticas Comerciais antes, durante e após a feira”, que contou com a participação de mais de 100 pessoas.

O presidente da Aciapi, Luís Henrique Alves, agradeceu a presença de todos os expositores e destacou a importância da realização do evento.

“Desde que a edição do ano passado terminou, nós começamos a trabalhar na Feiraço 2024. A feira é uma realização da Aciapi-CDL e Sebrae em parceria com a administração municipal. Este ano, também temos o apoio do governo de Minas Gerais, nos fortalecendo e solidificando cada vez mais. Com o apoio de todos vocês, o evento vem se tornando ainda mais forte dentro do comércio local”, pontuou.

Já o presidente da CDL de Ipatinga, Cláudio Zambaldi, ressaltou que é essencial que os expositores saibam como aproveitar a feira para aprimorar a venda de seus produtos e serviços. “Serão quatro dias intensos de muito trabalho. Pensando nisso, preparamos esse treinamento para que os expositores tenham um maior aproveitamento da feira, captando leads e conquistando clientes. A Feiraço é capaz de aumentar o sucesso das vendas e trazer bons resultados para as empresas”, salientou.

Experiência com a oficina
Para Jansley Nascimento, do Centro de Experiências Musicais, a participação na oficina “Boas Práticas Comerciais antes, durante e após a feira” só aumentou a sua expectativa para a Feiraço.

“Já participei da feira uma vez e gostei muito da experiência. Trabalhamos incansavelmente para ver resultados no final, que está dando frutos até hoje. Para a próxima edição, a expectativa é muito grande. Quero conhecer várias empresas, buscando sempre parcerias”, destacou.

Na avaliação de Francisco Carlos Eufrazio, da Pratik, com o treinamento foi possível adquirir bastante conhecimento, que será utilizado durante os quatro dias de feira. “Com o conhecimento adquirido na oficina, posso fazer com que outros empresários conheçam o meu trabalho. Espero que juntos possamos desenvolver o potencial de cada empresa”, ressaltou.

Já para Luan Rodrigues, do Monkey Money, a oficina é fundamental para que os expositores entendam como desenvolver estratégias de vendas. “É muito válido entender melhor como se relacionar com cada cliente, como tratar os leads e ter boas estratégias. Nós do Monkey Money estamos ansiosos para nos conectar com empreendedores locais”, concluiu.

Evento
O evento será no estacionamento do Ipatingão e reunirá empresas dos mais variados setores de produtos e serviços do Vale do Aço. De quarta-feira a sexta-feira, a feira ocorrerá de 18h às 23h. Já no sábado, o horário será das 16h às 23h.

A entrada será franca e será solicitada apenas a doação de um quilo de alimento não perecível dos visitantes. A feira contará com praça de alimentação, playground para crianças, música ao vivo com shows regionais, novidades e entretenimento.
Encontrou um erro, ou quer sugerir uma notícia? Fale com o editor: [email protected]
MAK SOLUTIONS MAK 02 - 728-90

Comentários

Aviso - Os comentários não representam a opinião do Portal Diário do Aço e são de responsabilidade de seus autores. Não serão aprovados comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes. O Diário do Aço modera todas as mensagens e resguarda o direito de reprovar textos ofensivos que não respeitem os critérios estabelecidos.

Envie seu Comentário