Expo Usipa 2024 02 - 728x90

09 de abril, de 2024 | 17:04

Prefeito de Ipatinga sanciona reajustes aprovados para os servidores municipais

Divulgação
As negociações com as categorias foram concluídas na semana passada; Valores retroativos a janeiro serão pagos em duas parcelas, a partir do próximo mêsAs negociações com as categorias foram concluídas na semana passada; Valores retroativos a janeiro serão pagos em duas parcelas, a partir do próximo mês

O prefeito Gustavo Nunes sancionou nesta segunda-feira (8), com publicação no Diário Oficial do Município, as Leis nº 4.851 e 4.852, que dispõem sobre os reajustes salariais dos servidores ativos e inativos da administração direta e da educação em Ipatinga para o ano de 2024, além da recomposição dos vencimentos dos agentes políticos. A informação foi divulgada pela administração pública.

Após várias rodadas de diálogo, as negociações com as categorias foram concluídas na semana passada.

“Como tem sido uma prática desde o início do mandato, sempre estivemos abertos a discutir as pautas dos servidores com as respectivas entidades de classe. Recebemos os representantes dos trabalhadores públicos em várias reuniões antes de chegarmos às propostas possíveis dentro da nossa realidade financeira. Neste exercício, por se tratar de ano eleitoral, também estamos condicionados a obedecer a certos limites. Mas é importante ressaltar também que o estabelecimento de uma data-base anual para definição dos reajustes é uma conquista proporcionada por esta administração, registrada em lei. Além disso, promovemos a valorização dos servidores com um realinhamento histórico da tabela de vencimentos, em dezembro do ano passado”, observa o prefeito Gustavo Nunes.

Correção e retroativo
Conforme a Lei nº 4.852, os servidores da administração direta tiveram uma correção de 3,71%, e o vale-alimentação passa de R$ 300 para R$ 400. O vale-lanche, por sua vez, ganhou uma elevação de 100%, subindo de R$ 100 para R$ 200.

As correções são retroativas a 1º de janeiro, sendo que deverão ser pagas em duas parcelas, nos próximos meses.
A recomposição salarial oficializada para os servidores da Educação consta da Lei nº 4.851 e é de 4,5%. Os efeitos também retroagem à data-base de 1º de janeiro e o pagamento ocorrerá igualmente em duas parcelas, nos meses de maio e junho.

Realinhamento
Como mencionou o prefeito, no fim do ano passado a administração municipal promoveu um “realinhamento histórico na tabela salarial dos servidores efetivos, nas formas horizontal e vertical. A nova tabela corrigiu um longo período de achatamento, sem prejuízo dos reajustes que devem ser concedidos a cada início de ano, conforme a data-base”.

Gustavo Nunes lembrou que “ao longo de muitos anos, embora isso fosse um direito legítimo dos servidores, a tabela se mantinha achatada e desalinhada. Foi mais de uma década de prejuízos para os trabalhadores, que agora estão sendo corrigidos. Em sequência ininterrupta, o resultado se fará sentir gradativamente num período de dois a oito anos”.
Encontrou um erro, ou quer sugerir uma notícia? Fale com o editor: [email protected]
MAK SOLUTIONS MAK 02 - 728-90

Comentários

Aviso - Os comentários não representam a opinião do Portal Diário do Aço e são de responsabilidade de seus autores. Não serão aprovados comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes. O Diário do Aço modera todas as mensagens e resguarda o direito de reprovar textos ofensivos que não respeitem os critérios estabelecidos.

Ana

15 de abril, 2024 | 21:57

“Meus caros não se iludam com os 4,5 concedidos pelo atual gestor de Timóteo não; esses 4,5 foi muito suado. A categoria chegou a cogitar pela paralisação. O prefeito deu com 1?e tirou com a outra? pq vai pagar o quinquênio em cima do salário base e não dos ganhos reais.
Servidores do vale do aço de modo geral, tem que entender q sem lutar nunca ganharão nada. Valorizem os diretores sindicais q vão a luta por vcs e parem de reeleger políticos hipócritas q só pensam neles mesmo.”

Lucimar Vasconcelos

11 de abril, 2024 | 07:26

“Prefeito de Ipatinga consegue um pouquinho melhor para os efetivos do que o prefeito de Coronel Fabriciano, a diferença é somente no vale alimentação. Não escapa um, prefeito bolsominion detesta servidor.”

Renata Pereira do Nascimento

10 de abril, 2024 | 19:07

“Verdade! Cadê o concurso público Prefeito em todas as áreas?? Realizar e chamar também....”

...

10 de abril, 2024 | 10:33

“Que tosco. Que vergonha. Aprovado por servidores? Foi o Sindicato atual (pelego ao extremo), que bate continência para qualquer coisa que vier do governo goela abaixo, que aceitou esses 3,71, que está abaixo do geral da inflação. Timóteo deu 4,5%. Até os servidores da educação daqui de Ipatinga conseguiram mais. Ficam duas classes distintas de servidores. Duas não, Três: e o auxilio-alimentação da Câmara? Ela, que tem pouquíssimos funcionários (que não produzem NADA), 700 reais de auxílio.... e a Prefeitura, que executa o serviços públicos essenciais, que atende o povo, que faz acontecer a política pública por seus seis mil funcionários, meros 400.

Vcs estão fazendo de tudo para não serem reeleitos. Votos de servidores vcs não têm. E são seis mil. Inclusas as famílias.”

Helio Moskem

10 de abril, 2024 | 08:31

“Reajuste tão rídiculo quanto a própria administração.”

Luciana de Gusmao

09 de abril, 2024 | 20:39

“Excelentíssimo prefeito. Quando Vossa excelência fará concurso público na área da educação? Há um enorme número de contratados sem concurso ou processo seletivo. Seria muito bom olhar essa situação.”

Envie seu Comentário