09 de abril, de 2024 | 10:37

Operação Canaã investiga trabalho escravo e abusos sexuais contra mulheres

Divulgação
Crimes foram denunciados por pessoas que saíram de uma Fundação em São Tomé das Letras, no Sul de Minas Gerais Crimes foram denunciados por pessoas que saíram de uma Fundação em São Tomé das Letras, no Sul de Minas Gerais

A Polícia Federal deflagrou na manhã desta terça-feira (9), a Operação Canaã para apurar a prática dos crimes de redução de trabalhadores a condição análoga a de escravos e de abusos sexuais contra mulheres.

Agentes da PF cumpriram mandados de busca e apreensão, expedido pelo Juízo Federal da Subseção Judiciária de Varginha, na sede de uma Fundação localizada em São Thomé das Letras (MG), ao mesmo tempo que Auditores do Ministério do Trabalho e Emprego e Procuradoria do Ministério Público do Trabalho realizaram fiscalização no mesmo local.

Pessoas que deixaram a referida entidade no passado vinham denunciando os abusos junto ao Ministério Público Federal e outros órgãos.

“Os envolvidos poderão responder pelos crimes de trabalho escravo e abuso sexual, cujas penas máximas somadas chegam a 14 anos de reclusão”, informa a PF por meio de nota divulgada no fim da manhã desta terça-feira.
Encontrou um erro, ou quer sugerir uma notícia? Fale com o editor: [email protected]
MAK SOLUTIONS MAK 02 - 728-90

Comentários

Aviso - Os comentários não representam a opinião do Portal Diário do Aço e são de responsabilidade de seus autores. Não serão aprovados comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes. O Diário do Aço modera todas as mensagens e resguarda o direito de reprovar textos ofensivos que não respeitem os critérios estabelecidos.

Envie seu Comentário