Expo Usipa 2024 02 - 728x90

03 de abril, de 2024 | 07:52

Operação policial faz caçada a quadrilha de furto e roubo de carros em Minas Gerais

São cumpridos mandados de busca e de prisão em Uberaba em operação de combate ao crime organizado


A Força Integrada de Combate ao Crime Organizado de Minas Gerais - FICCO-MG deflagrou na manhã desta quarta-feira (3) a Operação Ciconia visando reprimir a atuação de uma organização criminosa especializada em furtos de veículos no município de Uberlândia.

Estão sendo cumpridos 15 (quinze) mandados de busca e apreensão e 6 (seis) mandados de prisão temporária, todos expedidos pela 2ª Vara Criminal da Comarca de Uberaba/MG.

Investigação
As investigações tiveram início em meados de 2023, quando a FICCO recebeu informações das polícias Militar e Civil apontando para atividades de uma quadrilha especializada em furtos de automóveis transportados em caminhões-cegonha, sendo que os crimes geralmente ocorriam em vias marginais a rodovias que cortam a cidade.

​No decorrer das investigações, foram identificados autores e veículos usados em apoio aos furtos, sendo verificado também que a quadrilha tinha como alvo não somente os veículos transportados em cegonheiras, mas também automóveis usados estacionados em pátios de supermercados ou mesmo em via pública.
Ainda nos levantamentos, foi possível delinear as funções dos investigados, que iam desde os praticantes dos furtos a pessoas responsáveis pela “guarda” dos veículos e possíveis receptadores.

​Um dos alvos identificados já é conhecido do meio policial pela prática de furtos de veículos, tendo sido preso em flagrante no último furto, ocorrido no dia 21/03/2024, quando era monitorado com tornozeleira eletrônica.

​Estima-se que a quadrilha ora investigada tenha causado prejuízos para as vítimas da ordem de aproximadamente R$ 2.000.000 (dois milhões de reais). Os suspeitos são investigados pela prática dos crimes de furto, receptação, adulteração de sinal identificador de veículo e associação criminosa, sendo que as penas somadas podem superar vinte de anos de reclusão. A FICCO é Coordenada pela Polícia Federal e composta pelas polícias Civil, Penal e Militar de Minas.

Encontrou um erro, ou quer sugerir uma notícia? Fale com o editor: [email protected]

Comentários

Aviso - Os comentários não representam a opinião do Portal Diário do Aço e são de responsabilidade de seus autores. Não serão aprovados comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes. O Diário do Aço modera todas as mensagens e resguarda o direito de reprovar textos ofensivos que não respeitem os critérios estabelecidos.

Envie seu Comentário