Expo Usipa 2024 02 - 728x90

26 de março, de 2024 | 17:11

Casos de dengue e chinkungunya têm queda de mais de 80% em Ipatinga, aponta Secretaria de Saúde

Divulgação
Houve uma redução nos casos de dengue, que passaram de 1.620 para 244 em março, representando uma queda de aproximadamente 85%Houve uma redução nos casos de dengue, que passaram de 1.620 para 244 em março, representando uma queda de aproximadamente 85%

Conforme apontado por levantamento apresentado nesta terça-feira (26) pela Secretaria Municipal de Saúde de Ipatinga, houve uma redução nos casos de dengue, que passaram de 1.620 para 244 em março, representando uma queda de aproximadamente 85%. Além disso, os casos confirmados de chikungunya diminuíram de 4.857 em fevereiro para 735 até o momento, indicando igualmente uma redução de cerca de 85%.

O prefeito Gustavo Nunes atribui a redução nos casos ao comprometimento e às abordagens da administração para erradicar os focos de proliferação do mosquito. "Trabalhamos incansavelmente, em várias frentes, para garantir a segurança de nossa população. Nossa força-tarefa envolveu ações coordenadas que mobilizaram diferentes pastas em ações sistemáticas e estratégicas, e agora estamos colhendo os frutos desse esforço", destacou.

Medidas prosseguem
O governo ressalta que continua empenhado em diversas iniciativas para conter a propagação dessas doenças e diminuir os impactos das infecções. Isso inclui vistorias em edifícios públicos, mutirões de limpeza urbana abrangendo córregos, galerias e bueiros, estabelecimento de uma unidade especial de hidratação, intensificação das atividades dos Agentes de Combate a Endemias em comércios e residências, campanhas de conscientização contra o vetor e o uso do carro fumacê, além de notificações e autuações de proprietários de imóveis identificados como potenciais criadouros do mosquito Aedes aegypti, por omissão e negligência.

O secretário de Saúde, Walisson Medeiros, ressaltou a importância da colaboração da comunidade no combate às arboviroses. "É fundamental que cada cidadão faça a sua parte, adotando medidas preventivas em suas casas e locais de trabalho, para que possamos continuar avançando na redução dos casos", enfatizou.
Encontrou um erro, ou quer sugerir uma notícia? Fale com o editor: [email protected]
MAK SOLUTIONS MAK 02 - 728-90

Comentários

Aviso - Os comentários não representam a opinião do Portal Diário do Aço e são de responsabilidade de seus autores. Não serão aprovados comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes. O Diário do Aço modera todas as mensagens e resguarda o direito de reprovar textos ofensivos que não respeitem os critérios estabelecidos.

Homem da Primeira Hora

27 de março, 2024 | 03:08

“Recentemente uma amiga minha foi no Chile, na capital Santiago, não tinha mosquitos, pra quem está acostumado com insetos aqui em nossa cidade, MAGICA, a cidade é limpa, sem sujeira não tinha lixo espalhados na rua, fruto de uma população consciente e participativa, onde cidadão cumpre seu dever, infelizmente aqui queremos nossos direitos sem cumprir com nossos deveres, aí a conta não fecha nunca.”

Gustavo

26 de março, 2024 | 19:45

“No bairro esperança continua a mesma bagunça com lixo na rua inundando as ruas,estes dados deve ser em outros bairros.”

Envie seu Comentário