Expo Usipa 2024 02 - 728x90

22 de fevereiro, de 2024 | 17:17

Prefeitos da RMVA discutem novas estratégias de combate à criminalidade

Divulgação
Reunião contou com a presença de prefeitos das principais cidades do Vale do Aço e representantes de forças de segurança pública Reunião contou com a presença de prefeitos das principais cidades do Vale do Aço e representantes de forças de segurança pública

O registro de uma sucessão de crimes violentos nas cidades do Colar Metropolitano e especialmente na Região Metropolitana, nesse começo de ano, foi a razão central de uma reunião convocada pelo prefeito de Ipatinga, Gustavo Nunes, com os prefeitos Bruno Morato, de Santana do Paraíso (representado por seu vice, Oliveirinha); Douglas Willkys, de Timóteo, e Marcos Vinicius, de Coronel Fabriciano, conforme divulgado pela administração ipatinguense. A reunião foi realiza na manhã de quinta-feira (22).

O Promotor de Justiça, Igor Citelli Fajardo Castro, e as lideranças das forças de segurança também foram chamadas e estiveram na sala de reuniões de Gustavo o delegado Alexandre Santos, da Polícia Federal; a delegada Talita Martins, da Polícia Civil; o tenente-coronel Erbert Evangelista, da Polícia Militar, e a tenente-coronel Janine Gonçalves, do Corpo de Bombeiros, além de representantes da Fiemg, OAB e Agenda de Convergência – eixo segurança. A preocupação das autoridades é, sobretudo, a incidência de crimes violentos, que têm gerado apreensão na comunidade.

Gustavo Nunes pediu o apoio de todos para estratégias conjuntas que possam ser planejadas e efetivamente executadas, visando inibir a violência. “Estamos diante de um cenário preocupante e precisamos pensar coletivamente, uma vez que as quatro maiores cidades do Vale do Aço sofrem do mesmo problema. Então, nós acreditamos que a solução passa por um trabalho conjunto”, disse. A posição foi endossada pelos demais prefeitos.

Respostas
Comandantes das polícias Militar e Civil, Corpo de Bombeiros e ainda os delegados das polícias Civil e Federal presentes à reunião demonstraram satisfação com a união de forças e prometeram ações de resposta imediatas.
A Polícia Militar adiantou sobre a criação de um grupo de trabalho interno para levantar informações a respeito de criminosos que agem na região. Por sua vez, a Polícia Federal garantiu já estar agindo em ações sigilosas de investigação.

Apoio governamental e nova reunião
Entre outras deliberações, durante a reunião foi solicitada ao presidente da Associação dos Municípios de Minas Gerais (AMM) e prefeito de Fabriciano, Marcos Vinicius, que seja feita, por meio da entidade, uma gestão junto ao Governo de Minas chamando a atenção para a conjuntura vivida pelos municípios.
Uma nova reunião está agendada para o dia 28 de fevereiro, quando o plano de ação conjunta será apresentado.



Encontrou um erro, ou quer sugerir uma notícia? Fale com o editor: [email protected]
MAK SOLUTIONS MAK 02 - 728-90

Comentários

Aviso - Os comentários não representam a opinião do Portal Diário do Aço e são de responsabilidade de seus autores. Não serão aprovados comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes. O Diário do Aço modera todas as mensagens e resguarda o direito de reprovar textos ofensivos que não respeitem os critérios estabelecidos.

Anonimo

25 de fevereiro, 2024 | 01:43

“Muitos desses metidos a bandidos estão com livre arbritrio pra fazerem oque quiserem pois o policiamento nao esta efetivo e quando acaba ocorrendo um dia depois o cidadão esta solto, a Av. manain esta virando a nova Cracolândia de ipatinga e estão fechando os olhos sobre isso, muito despreparo e desorganização.”

Justiça

23 de fevereiro, 2024 | 06:08

“Em defesa da sociedade de bem, um muitos fácil só acabar com biqueira ,,,reforçada policiamento na boca de fumo,, porque cada esquina tem uma principalmente do lado rodoviária de coronel Fabriciano MG,,, todos mundo saber, porque não acaba, porque alguém está sendo beneficiado ,porque não existe mais abordagem ao veículos ? na BR gente acorda tem para hipocrisia todos mundo sabe onde fica boca fumo será que prefeitos e segurança pública não sabe? Exemplo sp GOE e ROTA sempre tem operação combate ao crime organizando vc lá biqueira fica aberta igual aqui 24 horas não porque tem investimento aqui está faltando parceria do ministério público de Minas gerais para acabar com este ratos de esgoto.”

Renata

23 de fevereiro, 2024 | 02:45

“Não se combate violência sem investimento em educação e políticas públicas sociais. Isso é investimento a longo prazo. O resto é só tapa buraco.
O que gera violência? Nenhum governo faz investimentos a longo prazo. Querem tirar o dele enquanto estão no cargo e fo**' a população.
É o mesmo que combater uma doença, sem combater sua causa.”

De Olho

22 de fevereiro, 2024 | 22:13

“Prefeitos, comecem a fiscalizar os bares que estavam tendo homicídio. Nenhum está com alvará regular.

Mas vocês preferem jogar a responsabilidade pra polícia porque não querem perder voto de bandido que tão nesses bares vendendo droga”

Veterano Calejado

22 de fevereiro, 2024 | 19:29

“Primeiro passo é remunerar bem o operador da ponta do iceberg da segurança pública,ou seja, os linhas de frente ( cabo/soldados e sargentos) e posteriormente dar condições dignas de trabalho. Tem turno aí que o praça pega serviço 18 horas e largar serviço 02 horas da manhã. Tem polícia que trabalha sozinho no patrulhamento e perdendo assim a famosa supremacia de força e tudo com aval do oficialato que ganham acima do teto constitucional ou seja mais de 40 mil. Se querem integração, comece com o Ministério Público olhando essas arbitrariedades e resolvendo essa aberração jurídica. Tem Delegacia que um chiqueiro é menos insalubre. Espero uma reação do MP afim de resolver essas mazelas do Estado.”

Aborrecido Demais!!!!

22 de fevereiro, 2024 | 19:27

“Inclui na agenda de combate a criminalidade, abordagem aos condutores de moto que ficam dando grau, Randandan e utilizando Torbal; que já será um alento para o munícipe ordeiro.
Passa aqui na Vila Ipanema, tem um infeliz aqui, que anda em uma moto sem placa e atormentando o dia todo.”

Envie seu Comentário