Usiminas EstÁgio - 728x90

09 de fevereiro, de 2024 | 16:35

Ipatinga está entre os municípios mineiros com maior número de empresas abertas em janeiro

Arquivo DA
Primeiro mês do ano teve expansão de 6,56% no número de novos negócios constituídos no estado; em Ipatinga, foram 112 novas empresas abertasPrimeiro mês do ano teve expansão de 6,56% no número de novos negócios constituídos no estado; em Ipatinga, foram 112 novas empresas abertas


Confirmando a tendência verificada ao longo de 2023, Minas Gerais iniciou o ano de 2024 com expansão no número de empresas abertas no estado. Foram 7.776 novos negócios constituídos no primeiro mês do ano contra 7.297 no mesmo mês do ano passado. A alta é de 6,56%. Os dados são do relatório mensal de registros mercantis da Junta Comercial de Minas Gerais (Jucemg), divulgado nesta sexta-feira (9).

“Estamos no caminho certo ao destravar o ambiente de negócios e facilitar a instalação de novos negócios em Minas Gerais. Sob a liderança do governador Romeu Zema, o empreendedorismo está em alta em Minas, com resultados positivos a cada mês, como atestam os números da Jucemg”, comenta a presidente da Jucemg, Patricia Vinte Di Iório.
A Jucemg é a autarquia responsável pelos registros mercantis como abertura, alterações e encerramentos empresariais.

Desempenho por região
De acordo com o relatório, a região que mais registrou abertura de empresas em janeiro/24 foi o Centro-Oeste, com 531 novas constituições contra 406 de janeiro/23, o que significa alta de 30,79%. Na sequência, Alto Paranaíba (15,22%), Rio Doce (14,21%), Jequitinhonha/Mucuri (13,01%), Sul de Minas (12,44%), Zona da Mata (12,12%) e Triângulo Mineiro (12,07%), Noroeste (3,01%) e Central (0,09%).

A alta na abertura de empresas em janeiro/24 confirma a tendência apontada no ano passado, quando Minas Gerais encerrou o exercício anual com aumento de 10,54% no número de novos empreendimentos na comparação com 2022.
Foram 85.904 novos negócios abertos em 2023 contra 77.716 do ano anterior, ritmo de 235 novas constituições empresariais por dia.

Encerramentos
Em relação aos encerramentos, janeiro deste ano totalizou 4.710 baixas contra 4.218 baixas de janeiro do ano passado (alta de 11,66%), resultando em saldo positivo de 3.066 empresas.

Ranking municipal
Conforme o relatório da Jucemg, Belo Horizonte lidera a listagem de empresas abertas por município, com 2.076 novos empreendimentos formalizados ao longo de janeiro/24. Em seguida, Uberlândia (473 constituições); Contagem (235); Juiz de Fora (206); Uberaba (161); Montes Claros (147); Divinópolis (127); Ipatinga (112); Patos de Minas (108) e Betim (102).

MEIs
O balanço da Jucemg considera empresas de qualquer porte, com exceção dos microempreendedores individuais (MEIs), cujas inscrições são realizadas diretamente no Portal do Empreendedor, do Governo Federal, sem passar pelas juntas comerciais estaduais.
Encontrou um erro, ou quer sugerir uma notícia? Fale com o editor: [email protected]

Comentários

Aviso - Os comentários não representam a opinião do Portal Diário do Aço e são de responsabilidade de seus autores. Não serão aprovados comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes. O Diário do Aço modera todas as mensagens e resguarda o direito de reprovar textos ofensivos que não respeitem os critérios estabelecidos.

Realista

09 de fevereiro, 2024 | 20:56

“O nome disto é desemprego...daí a pessoa parte pra tentar ser empreendedor, não sabendo ainda do custo disso: aluguel alto, impostos diversos e caros, despesas diversas com água, luz, Internet, segurança, publicidade, funcionários, etc, etc, etc...no fim a maioria das empresas fecham nos primeiros meses...no Brasil empreender é pagar pra trabalhar!”

Envie seu Comentário