08 de fevereiro, de 2024 | 22:22

Num jogo eletrizante, Ipatinga empata com o Villa Nova em 3 a 3 fora de casa

Eude Aerton/Divulgação Ipatinga
Tigre chegou a 4 pontos na classificação e segue sua luta contra as últimas colocações na tabelaTigre chegou a 4 pontos na classificação e segue sua luta contra as últimas colocações na tabela

No jogo de maior variação no placar no Campeonato Mineiro desta edição de 2024, o Ipatinga arrancou o empate de 3 a 3 contra o Villa Nova na noite desta quinta-feira no estádio Casto Cifuentes, em Nova Lima, pela 4ª rodada do Campeonato Mineiro do Módulo A.

Com o resultado, o Tigre chegou a 4 pontos na classificação e segue sua luta contra as últimas colocações na tabela. O próximo jogo será novamente fora de casa, na quarta-feira de cinzas, em Patrocínio, contra o Patrocinense.

O jogo, talvez o mais disputado e cheio de variações até esta rodada, foi jogado na primeira etapa com muita intensidade e aplicação tática das duas equipes. Pelo Ipatinga, o time mostrou melhor posicionamento tático e melhor desempenho físico em relação aos jogos anteriores.

Na segunda, etapa, o panorama não foi diferente. O Tigre só não saiu vencedor por erros individuais de alguns jogadores. Entretanto, o time agora comandado por Júnior Lopes foi completamente diferente do que apresenteu (sem vibração) nos jogos anteriores. Se vencesse, não seria injustiça, pois em momento algum se rendeu à tradicional pressão do campo do Villa Nova.

Gols no 1º tempo
O Villa Nova fez 1 a 0 aos 13 minutos, numa cobrança de pênalti, em cobrança de Caio Mancha, após revisão no VAR pela arbitragem, num lance cinco minutos antes (toque de mão do volante Lucas Paranhos). O Ipatinga, a partir daí, recuperou-se no jogo, passou a dominar as ações e empatou aos 21 minutos, com Lucas Paranhos completando passe de cabeça de Luís Felipe após cruzamento de Gérson Magrão, em cobrança curta de córner.

A virada do Tigre veio quatro minutos depois, numa boa jogada de contra ataque, após passe de Lucas Paranhos para Gérson Magrão, que completou de perna esquerda num chute forte: 2 a 1.

Mas a reação e o domínio do Ipatinga foram interrompidos pelo o goleiro ipatinguense William Menezes aos 32 minutos, ao cometer pênalti infantil no atacante Wendson: aos 33, Guilherme Santos cobrou com categoria e empatou o jogo para o Villa Nova.

2º tempo
O ritmo do jogo seguiu intenso na segunda etapa. Logo aos 6 minutos, o Ipatinga novamente ficou em vantagem no marcador. Numa jogada em velocidade pela direita, Luís Henrique, destaque do time na noite, finalizou forte, o goleiro Glaycon rebateu, mas o zagueiro Renan, que vinha na corrida tocou na bola e ela foi para as redes: gol contra de Renan, Tigre 3 a 2.

O Villa Nova, mesmo sem a intensidade da etapa anterior, chegou não empate de 3 a 3, aos 16 minutos, novamente por Caio Mancha, de cabeça, após falha do miolo defensivo do Ipatinga.

Após esta igualdade, os times não tiveram o mesmo ritmo. O Ipatinga se fechou, criou contra ataques, porém sem a mesma eficiência, ao passo que o Villa Nova demonstrou cansaço e falta de energia para buscar nova vantagem. Placar justo de 3 a 3 pelo desempenho de ambas as equipes, o que não deixa de ser um ótimo resultado para os ipatinguenses jogando fora de seus domínios.

Escalações
Villa Nova: Glycon, Maurício Mucuri, Alex Paulino, Renan e Charles; Lucas Vital, Neto e Guilherme Santos (Renatinho); Wendson (Ramon), Caio Mancha (Carlos Miguel) e Wesley (Leo Reis). Técnico – Vinícius Munhoz.

Ipatinga: William Menezes, Ézio, Ruan, Cleylton e Hebert; Lucas Paranhos (Vitinho), Davi Lopes (Lucas Luan), Vico (Raynan) e Gérson Magrão; Alan Barros (Júlio Simas) e Luís Felipe (Vinícius Jaú). Técnico – Júnior Lopes.

Árbitro: Ronei Cândido Alves, auxiliado por Celso Luiz da Silva e Marcyano da Silva Vicente. VAR: Andreza Helena de Siqueira.
Encontrou um erro, ou quer sugerir uma notícia? Fale com o editor: [email protected]

Comentários

Aviso - Os comentários não representam a opinião do Portal Diário do Aço e são de responsabilidade de seus autores. Não serão aprovados comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes. O Diário do Aço modera todas as mensagens e resguarda o direito de reprovar textos ofensivos que não respeitem os critérios estabelecidos.

Envie seu Comentário