Usiminas EstÁgio - 728x90

03 de fevereiro, de 2024 | 11:20

Brasil tem mais estabelecimentos religiosos que escolas e hospitais

Tomaz Silva / Agência Brasil
Censo 2022 mostra finalidade de 111,1 milhões de endereçosCenso 2022 mostra finalidade de 111,1 milhões de endereços


Por Bruno de Freitas Moura - Repórter da Agência Brasil

Dados divulgados nesta sexta-feira (2) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) mostram que o Brasil tem mais estabelecimentos religiosos que unidades de saúde e escolares juntas.

Segundo detalhamento do Censo 2022, do total de endereços, 579,8 mil são relativos a finalidades religiosas, independente de qual seja a crença. Isso inclui igrejas, sinagogas, templos, centro espíritas e terreiros, por exemplo.

Os estabelecimentos de ensino somam 264,4 mil localizações, enquanto os de saúde totalizam 247,5 mil endereços.

O levantamento considera a utilização final do imóvel, e não a administração do estabelecimento. Por exemplo, uma escola católica conta como uma unidade de educação, e não como localização religiosa. O mesmo vale para um hospital mantido por santa casa, que é contabilizado como endereço com atividade de saúde.

A localização exata desses pontos e o tipo de utilização foram capturados por meio de georreferenciamento durante visitas dos recenseadores nos 5.568 municípios brasileiros nos 26 estados e no Distrito Federal.

Foi a primeira vez em que o instituto identificou a localização precisa e o tipo de finalidade de todos os endereços do país.

Finalidades

Dos 111, 1 milhões de pontos mapeados, 90,6 milhões são domicílios particulares, prédios residenciais e casas, por exemplo. Isso representa 81,5% do total.

A segunda utilidade mais comum são as chamadas outras finalidades, que representam 10,5% do universo pesquisado. São 11,7 milhões de endereços que funcionam como lojas, bancos, prédios públicos, shoppings, entre outros.

Os recenseadores identificaram 4,1 milhões de estabelecimentos relacionados a atividades agropecuárias e 3,5 milhões de edificações em construção ou reforma.

Em 2022, o Brasil tinha 104,5 mil domicílios coletivos, como asilos, pensões e penitenciárias.

Os dados estão disponibilizados à sociedade em mapas interativos no site do IBGE, por meio da Plataforma Geográfica Interativa e do Panorama.

Utilidade

O IBGE explica que os dados em grau máximo de detalhamento são fontes de informações, entre outros fins, para elaboração de políticas públicas e pesquisas acadêmicas. Por exemplo, é possível saber com precisão onde estão localizadas unidades de saúde de uma determinada localidade e quantas pessoas vivem no raio de influência desses estabelecimentos.

“É preciso saber onde a população está concentrada, como ela está distribuída e qual a utilização que é destinada a cada uma das edificações construídas no país”, afirma o instituto
Encontrou um erro, ou quer sugerir uma notícia? Fale com o editor: [email protected]

Comentários

Aviso - Os comentários não representam a opinião do Portal Diário do Aço e são de responsabilidade de seus autores. Não serão aprovados comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes. O Diário do Aço modera todas as mensagens e resguarda o direito de reprovar textos ofensivos que não respeitem os critérios estabelecidos.

Oliveira

05 de fevereiro, 2024 | 08:14

“Aproveitando o dito anteriormente, fazendo uma pequena correção:" na igreja opera-se a ignorância e nas escolas o milagre"...a qualidade dos fiéis e a qualidade dos professores nas escolas. Na igreja a fé boa é a fé cega.”

Jns

04 de fevereiro, 2024 | 07:36

“Não é necessário ir à igreja para ser um cristão.
Frequentar estádios não tansforma ninguém num jogador de futebol.

-jns”

Rj

04 de fevereiro, 2024 | 07:35

“Caríssima Elma Maria, a minha critica não tem nada a ver com gramática, nem sei o que é isso. Tem a ver com a senhora considerar a escola como um espaço onde "opera a ignorância".”

Paulo

04 de fevereiro, 2024 | 07:19

“Tá aí o motivo por tanta gente acreditar em Fakes News. Algumas religiões não aceitam seus seguidores questionar o que é dito nos púlpitos, são doutrinados apenas a gritar glória e aleluias. Anos acreditando em meias verdades, tudo que seus líderes dizem acaba virando lei.”

Elma Maria

03 de fevereiro, 2024 | 22:04

“Caro RJ, fui alfabetizada em Belo Oriente no ano de 1972, com 12 anos de idade. Após casada, mudei com meu esposo e filhos para Ipatinga, apenas alfabetizada.
Em 1998, tive a oportunidade de fazer um antigo programa de ensino chamado Acertando o Passo, onde tirei a 8° Série. Posteriormente fiz o 2° Grau, com meus filhos já criados. Cada um teve sua oportunidade e esforço e eu me sinto realizada por ter meu 2° Grau. Ao invés de ser o fiscal da gramática, aprenda a ter empatia. Cada qual teve seu tempo e cada tempo tem sua dificuldade.”

Bruxo Véio

03 de fevereiro, 2024 | 19:03

“Em Ipatinga tem mais igrejas que habitantes. Todas as denominações tem filial aqui...tem igreja q só tem o dirigente pregando pros bancos vazios na hora do culto. Tá faltando ovelha pra tanto pastor...”

Rj

03 de fevereiro, 2024 | 19:00

“Ô Elma Maria, você aprendeu a ler e a escrever onde "opera-se o milagre" ou onde "opera a ignorância"? Infelizmente, a pensar de forma crítica, parece que ainda não aprendeu.”

Waldomiro Malafaia Soares

03 de fevereiro, 2024 | 13:29

“Nada de novo , no Reino encantado do Brasil, não precisa de senso pra descobrir isto, basta sair a noite no domingo, e contar quantas portas abertas, de estabelecimentos que se dizem e são classificadas como igreja, está olhos vistos, tem uma avenida Veneza, outra betania, contei mínimo 12 igrejas numa rua somente, interessante que isto existia no tempo de JESUS. O que a Bíblia fala, se não for de DEUS, não próspera.
Se engana um pouco de gente, por um tempo, mas nunca muita gente por muito tempo.”

Elma Maria

03 de fevereiro, 2024 | 13:24

“Não se faz Copa do Mundo com hospitais. Tem que fazer estádio.
Na igreja opera-se o milagre e na escola opera a ignorância.”

Gildázio Garcia Vitor

03 de fevereiro, 2024 | 12:39

“Que legal! Um verdadeiro Brazilnistão (ou Brazilquistão.?)
O problema é o grande número de pessoas, inclusive com cursos superiores, que andam misturando Fé com Política, Fé com Ciências e Fé com Escolas/Educação.
Nem tenho certeza se Marx disse que "A religião é o ópio do povo", mas no Brazilnistão .......
Depois dessa, acho melhor reler Nietzsche e Dawkins.”

Célio Cunha

03 de fevereiro, 2024 | 12:21

“Caro redator, com máximo respeito, contudo, é perceptível que tal situação virou um bom negócio para muitos.”

Envie seu Comentário