05 de dezembro, de 2023 | 09:30

Adolescente de 16 anos é procurado como suspeito de execução na escadaria do morro Padre Rocha em Coronel Fabriciano

A execução de um homem, por volta de 12h20, na escadaria da rua Gardênia, esquina com a rua Dália, no alto do bairro São Domingos, em Coronel Fabriciano, pode ter sido encomendada por uma facção criminosa. A motivação seria o fato de Tiago Alves Lopes, de 35 anos, ter se envolvido em uma briga em um bar, por causa de uma dívida. Tiago foi assassinado com três tiros na cabeça no intervalo do almoço, nesta segunda-feira (4), fato noticiado pelo jornal Diário do Aço.
Wellington Fred
Equipes da Polícia Militar atuaram durante toda a tarde e chegaram aos nomes de suspeitos de envolvimento na trama da morte de Tiago Lopes Equipes da Polícia Militar atuaram durante toda a tarde e chegaram aos nomes de suspeitos de envolvimento na trama da morte de Tiago Lopes


A polícia chegou às informações depois de muito trabalho. Na cena do crime, certamente por temerem retaliações, imperou a “lei do silêncio” entre os moradores. Nenhuma pessoa informou para a imprensa ou para a polícia, qualquer coisa acerca de como teria ocorrido o crime e nem sequer a identidade da vítima.

Horas depois, de forma anônima, uma pessoa informou aos policiais militares que trabalhavam no local que a vítima trabalhava em uma marcenaria, na rua Germânio.

No local indicado a informação de colegas de trabalho é que Tiago Lopes havia trabalhado até às 12h e saído para almoçar.

Os policiais também foram à residência de Tiago, uma casa alugada nas proximidades. Nas vestes da vítima, a perícia da Polícia Civil não encontrou qualquer documento. Somente com a localização da residência da vítima, policiais tiveram acesso aos documentos. A perícia constatou três perfurações na cabeça da vítima e recolheu na cena do crime, três projéteis, e o telefone celular da vítima.

Os levantamentos dos policiais levaram à informação que no sábado (2), Tiago havia se envolvido em uma briga em um bar. Uma mulher teria cobrado uma dívida de Tiago e o devedor não gostou da cobrança. Esse teria sido o pivô do desentendimento, que envolveu, além da credora, mais dois homens, dentre eles, o namorado da cobradora. Localizados pelos policiais, todos negaram envolvimento com o assassinato.

Os policiais mantiveram os levantamentos e chegaram à informação que depois da briga no comércio, houve uma ordem de uma facção criminosa, para executar a vítima. Coube ao adolescente, contra o qual pesa a suspeita de envolvimento em outros homicídios, a tarefa de executar Tiago Lopes, o que foi feito no começo da tarde de segunda-feira.

O adolescente suspeito da execução foi localizado por policiais, ainda no bairro São Domingos. Ele percebeu a aproximação das equipes e fugiu em direção a um matagal, localizado nos fundos da residência. A polícia mantém os levantamentos acerca do crime. Tiago é a 23ª pessoa assassinada este ano em Coronel Fabriciano. No mesmo período do ano passado foram anotados 18 homicídios, conforme consta nas anotações do banco de dados do Diário do Aço.

Veja também:
Brasil tem 11,6 mil adolescentes cumprindo medidas socioeducativas
Encontrou um erro, ou quer sugerir uma notícia? Fale com o editor: [email protected]
MAK SOLUTIONS MAK 02 - 728-90

Comentários

Aviso - Os comentários não representam a opinião do Portal Diário do Aço e são de responsabilidade de seus autores. Não serão aprovados comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes. O Diário do Aço modera todas as mensagens e resguarda o direito de reprovar textos ofensivos que não respeitem os critérios estabelecidos.

Envie seu Comentário