Usiminas EstÁgio - 728x90

01 de dezembro, de 2023 | 23:59

Jovem de 19 anos é morto a tiros no distrito de Cava Grande em Marliéria

Enviada ao Diário do Aço
O local do crime foi isolado pela polícia para o trabalho da perícia da Polícia CivilO local do crime foi isolado pela polícia para o trabalho da perícia da Polícia Civil
João Batista de Brito Mateus, de 19 anos, foi morto a tiros na rua Pernambuco, no distrito de Cava Grande, em Marliéria. O crime foi praticado na noite de sexta-feira (1º). Quatro suspeitos de envolvimento no assassinato foram identificados pela polícia logo depois do fato. Eles atraíram a vítima para ser morta em uma emboscada, segundo as primeiras informações da Polícia Militar.

O Diário do Aço apurou com fontes da PM que, por volta das 22h, disparos de arma de fogo foram escutados. Assim que a equipe policial chegou ao local, deparou com ao ferido já sem sinais vitais. O local foi isolado para o trabalho da perícia da Polícia Civil e o corpo de João Batista removido ao Instituto Médico Legal de Ipatinga.

Os policiais levantaram uma informação que a companheira da vítima teria tido um relacionamento com outra pessoa no distrito. Este fato teria sido descoberto, o que causou uma rixa entre João e um jovem de 22 anos, que teria se relacionado com esposa da vítima.

Esse foi o segundo crime contra a vida na noite de sexta-feira. Antes disso, um mototaxista foi baleado na região do Caladinho de Cima, em Coronel Fabriciano. Um suspeito foi identificado, porém ainda não havia sido localizado pela PM.
Reprodução
João Batista de Brito Mateus tinha 19 anosJoão Batista de Brito Mateus tinha 19 anos

Vítima teria matado um jovem em Cava Grande, no fim do ano passado

Além disso, João Batista era suspeito de ser o autor de um homicídio praticado em 21 de dezembro do ano passado no distrito. A motivação teria sido o envolvimento de Samuel Damasceno, de 17 anos, com a namorada de João, fato em investigação.

O crime foi divulgado pelo Diário do Aço naquela ocasião. Esta situação levou medo ao suspeito de 22 anos, diante da disposição da vítima. Dois outros suspeitos foram até a casa da vítima, na noite de sexta-feira, e chamaram João para sair.

A casa de caboclo foi armada para a vítima, que foi surpreendida por outros dois suspeitos, entre eles o de 22 anos na rua Um. João foi baleado quatro vezes, uma vez no tórax esquerdo, outra de raspão no lado direito do peito, uma vez nas nádegas e outro tiro nas costas.

Ele caiu na rua Pernambuco, segundo a PM, e morreu antes de receber atendimento médico. As equipes da Polícia Militar saíram em rastreamento, porém não obtiveram sucesso na localização dos suspeitos. A ocorrência ainda está em andamento para a prisão dos suspeitos.

O Diário do Aço apurou com fontes da polícia que o homicídio de Samuel não foi o único que João Batista se envolveu. Quando tinha 16 anos, ele foi apreendido pela morte do vaqueiro Adão Gomes de Souza, 37 anos. A vítima foi morta a pedradas. Além do até então menor de idade, um adulto chegou a ser preso também.

Na noite de 20 de julho de 2020, como divulgou o Diário do Aço, o corpo de Adão foi encontrado em uma estrada rural de Trindade, caído ao lado de uma motocicleta, sobre uma poça de sangue. Na cena foi percebida uma pedra usada para golpear a vítima.

Os PMs chegaram ao adolescente e um homem de 51 anos de idade. Ambos confessaram a autoria do crime. O menor infrator mantinha um relacionamento amoroso com a filha de Adão Gomes. O pai não concordava com o namoro entre os dois e isso era motivo de constantes brigas e ameaças.

Além destas situações, há registro de envolvimento de Joao Batista com dinheiro falso e ainda uma suspeita de uma droga localizada em Cava Grande ser dele. Um tio também fez uma ocorrência com medo do sobrinho que estaria alegando que iria matá-lo.
Encontrou um erro, ou quer sugerir uma notícia? Fale com o editor: [email protected]
MAK SOLUTIONS MAK 02 - 728-90

Comentários

Aviso - Os comentários não representam a opinião do Portal Diário do Aço e são de responsabilidade de seus autores. Não serão aprovados comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes. O Diário do Aço modera todas as mensagens e resguarda o direito de reprovar textos ofensivos que não respeitem os critérios estabelecidos.

Zezé

03 de dezembro, 2023 | 17:24

“Cava Grande, a cada dia está se transformando em um lugar ruim. Mesmo com informações que, este homicídio não tem nada a ver com drogas, tanto a vitima, e os suspeitos, fazem parte da criminalidade de Cava Grande. Fico bobo, um lugar tão pequeno, e as autoridades policiais, não vão direto ao foco, sempre as mesmas "bocas de fumo", os mesmos "traficantizinhos", até o bar/boteco todos já sabem.
O problema é que, a PM, não tem o item surpresa, pois todos sabem, a hora que pegam, e a hora que largam.
Há tempos atrás, era PM de dia, a noite, e moravam aqui, mas esse privilégio, somente a sede em Marliéria possui.
Em Cava Grande, só PM a noite, até as 23hs, todo dia um diferente, que desconhece as estratégicas da bandidagem, que tiram o sossego do bom cidadão.
Pedimos aos vereadores e prefeito que, implantem câmeras em Cava Grande, façam alguma coisa, saiam do conforto. MUDANÇAS JÁ.....”

Anônimo

02 de dezembro, 2023 | 22:06

“Misericórdia foi perto da minha casa foram mais ou menos uns 5 tiros calibre 22 eu acho isso aconteceu por voltas das 21hs e não por volta das 22hs assim como diz na reportagem, no ano passado ele quase matou meu ex cunhado a paulada”

Xerife

02 de dezembro, 2023 | 11:05

“Também era suspeito na participação da morte do pai da namorada no ano de 2020, quando era menor, em Trindade Marliéria....”

Sil

02 de dezembro, 2023 | 09:54

“A vingança é um prato que se come frio diz o ditado ,a pessoa esperou chegar fim do ano para dar o mesmo fim que ele acometeu ao outro , infelizmente é triste ver como a violência está levando muitos jovens a um destino triste ?”

Alguém 2

02 de dezembro, 2023 | 08:43

“Lei da semeadura se cumprindo ele colheu o que se plantou......”

Javé do Outro Lado do Mundo

02 de dezembro, 2023 | 07:12

“Conheço bem aquela comunidade, pois já trabalhei na Escola Horto Belém. Continuo batendo nas teclas que as autoridades municipais precisam mesmo se reunir criando alternativas de lazer e de trabalho; a exemplo do RJ, afim de tirar esses jovens do mundo das drogas. Precisando investir mais no Ser humano, e não em obras, com fins eleitoreiros. Timóteo já tem muitos candidatos pedindo voto. Rs.”

Sem Nome

02 de dezembro, 2023 | 06:13

“Com ferro fere,com ferro será ferido,lei do retorno,matou, Morreu. A palavra se cumprindo, Deus conforte os familiares e amigos.”

Cavas Sinistra

02 de dezembro, 2023 | 04:50

“Esse lugar é sinistro, todo final de ano acontece alguma coisa.”

Alguém

02 de dezembro, 2023 | 02:25

“Só lamento kkkk confiou de mais nesses menino daqui achou que tinha amigo”

Envie seu Comentário