30 de novembro, de 2023 | 14:46

Jacaré resgatado em Coronel Fabriciano é devolvido à natureza

Igor Reis/Divulgação
A soltura do animal ao seu habitat natural ocorreu esta semanaA soltura do animal ao seu habitat natural ocorreu esta semana

O jacaré do papo amarelo (Caiman latirostris) que havia sido resgatado no último fim de semana, em Coronel Fabriciano, foi devolvido ao seu habitat natural. A operação de resgate e soltura foi planejada, envolvendo profissionais especializados do Centro de Biodiversidade da Usipa (Cebus) e do Corpo de Bombeiros, que garantiram a segurança durante todo o processo. A informação foi divulgada pela Usipa.

O réptil, inicialmente encontrado em uma área residencial, foi resgatado pelo Corpo de Bombeiros, que prontamente o levou para o Cebus, em Ipatinga. Após a avaliação do animal, a decisão foi tomada de devolvê-lo à natureza em uma área de preservação determinada pelo Instituto Estadual de Florestas (IEF), afastada da zona urbana, para garantir a segurança tanto do jacaré quanto da população local.

A soltura, realizada pelo Cebus, contou com o apoio essencial dos militares do Corpo de Bombeiros, A equipe especializada do Cebus, dedicada à conservação da fauna local, foi responsável por conduzir o jacaré até seu novo lar, um ambiente propício para sua sobrevivência e desenvolvimento.

O médico veterinário e responsável técnico do Cebus, Lélio Costa e Silva, compartilhou sua perspectiva sobre a importância dessa soltura. "É extremamente gratificante ver um animal que passou por um processo de resgate sendo devolvido ao seu habitat natural. A natureza é um equilíbrio delicado, e cada espécie desempenha um papel crucial. Ao devolvermos esse jacaré à natureza, estamos contribuindo para a preservação da biodiversidade e para o funcionamento saudável do ecossistema local", destacou.

Lélio também ressaltou que a escolha da área de preservação, determinada pelo IEF, foi fundamental para garantir que o jacaré tivesse as melhores condições possíveis para se reintegrar ao ambiente natural. "Essas ações são essenciais para a conservação da fauna local e para o equilíbrio do ecossistema. Cada animal tem seu papel na cadeia alimentar e na dinâmica da natureza, e ao restabelecer essas conexões, contribuímos para a saúde do meio ambiente como um todo", acrescentou.
Encontrou um erro, ou quer sugerir uma notícia? Fale com o editor: [email protected]
MAK SOLUTIONS MAK 02 - 728-90

Comentários

Aviso - Os comentários não representam a opinião do Portal Diário do Aço e são de responsabilidade de seus autores. Não serão aprovados comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes. O Diário do Aço modera todas as mensagens e resguarda o direito de reprovar textos ofensivos que não respeitem os critérios estabelecidos.

Envie seu Comentário