EXPO USIPA PERSONAGEM 1 02  - 728X90

11 de novembro, de 2023 | 08:00

Enem 2023: dicas para o segundo dia de prova

Divulgação
A professora Myriam Marques Ramos Ribeiro durante aulão pré-Enem realizado em IpatingaA professora Myriam Marques Ramos Ribeiro durante aulão pré-Enem realizado em Ipatinga
Matheus Valadares - Repórter Diário do Aço
Neste domingo (12) é realizado o segundo dia de prova do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2023. Serão aplicadas questões de Matemática e Ciências da Natureza. No Vale do Aço, especialista apontam dicas para que o candidato se saia bem no exame e conquiste um bom desempenho e a almejada vaga no ensino superior.

Matemática
O professor Átila Zanone, orienta como não cair nas “pegadinhas” e fala sobre outros pontos importantes na hora da prova. O Enem utiliza o TRI (Teoria de Resposta ao Item), procura por meio de probabilidades determinar qual foi a coerência pedagógica do estudante. Átila afirma que o fator é extremamente importante para a otimização da nota final do estudante.

“Dois estudantes que tenham acertado 60% das questões da prova de matemática do Enem (27 questões) terão notas finais que podem variar de 680 pontos a 840 pontos. Portanto, o mesmo número de acertos pode refletir em proficiências finais muito diferentes”, explica.

Para o especialista, o estudante precisa “acertar o máximo que puder as questões mais fáceis, depois as médias e, se possível, algumas das difíceis”.

Quanto às “pegadinhas”, que tecnicamente recebem o nome de distratores, o professor também tem dicas valiosas e explicou com um exemplo: “Uma questão que pedisse o cálculo do consumo mensal de energia elétrica em uma casa, com base nos vários equipamentos que estivessem apresentados no enunciado, fatalmente teria como respostas o cálculo da energia diária, outra alternativa com o resultado da energia semanal, e uma outra ainda com a resposta certa que seria a soma da energia mensal. Ou seja, o estudante que calculasse corretamente a energia de todos os equipamentos dados no enunciado, mas esquecesse de multiplicar pelos 30 dias ou multiplicasse parcialmente apenas por 7 dias (1 semana), infelizmente encontraria respostas que estava prevendo essas distrações (por isso o termo distratores”, disse.

Por fim, Zanone citou temas que fatalmente serão cobrados nesta edição.

“O Enem em todas as suas edições sempre cobrou na prova de Matemática questões sobre: grandezas proporcionais (regra de 3 e tendências de comportamento), geometria plana (em especial triângulos retângulos, equiláteros e circunferências) e geometria espacial (reconhecer formar e calcular os volumes principais: paralelepípedo, cilindros e cones), e estatística (médias)”.

Prova de Biologia
A professora de biologia, mestre e doutora pela Universidade Federal de Viçosa, Myriam Marques Ramos Ribeiro, também dá dicas dos temas que poderão ser cobrados no segundo dia de prova.

“Ecologia e Sustentabilidade são temas frequentes no Enem todos os anos. Acredito que esse ano não será diferente e teremos pelo menos umas duas questões em torno do assunto”, afirma a coordenadora do Ensino Médio do Fibonacci.
Para a educadora, se o candidato “ler o enunciado primeiro para depois ir para o texto”, nas questões que textos, é uma “boa maneira de ganhar tempo”.

Por fim, ela orientou o que os candidatos que não foram bem no primeiro dia de prova podem fazer no segundo domingo de exame.

“Caso o primeiro dia de prova não tenha sido como o esperado, o mais importante para o momento é não desanimar e nem desesperar. Continue confiante, leia as questões com bastante atenção e pule sempre as que ver que vai agarrar. Comece pela que tem mais facilidade (natureza ou matemática), para que a confiança aflore e a tranquilidade venha”, concluiu.

Ipatinga no Enem
Um levantamento ressaltado pelo Centro de Liderança Pública (CLP), a partir dos indicadores de nota média entre todas as cinco provas no Enem dos alunos formandos no Ensino Médio, revela que, no ranking de municípios com melhores notas no exame nacional, Minas Gerais tem sete municípios entre os dez primeiros colocados (Viçosa, Ipatinga, Nova Lima, Belo Horizonte, Barbacena, Itaúna e Juiz de Fora). Já entre os 20 melhores desempenhos, são 14 cidades mineiras bem posicionadas (além das sete já citadas, entram também Pouso Alegre, Sete Lagoas, São João del-Rei, Divinópolis, Poços de Caldas, Itajubá e Ubá).

Exemplos concretos
A Escola Estadual Maurílio Albanese Novaes (EEMAN) e o Colégio Fibonacci, duas instituições localizadas em Ipatinga, foram destaques na média de notas da prova, segundo dados divulgados pela Edtech AIO Educação. O levantamento foi realizado pelos pesquisadores Paulo Vivas, Murilo Vasconcelos e Mateus Prado, com base em informações retiradas da sala segura do Serviço de Acesso a Dados Protegidos (Sedap), do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep).

A escola, situada no bairro Bela Vista, foi a instituição pública com a melhor média de notas, excluindo as escolas que adotam algum tipo de mecanismo para selecionar os melhores estudantes interessados em ingressar no colégio.
Encontrou um erro, ou quer sugerir uma notícia? Fale com o editor: [email protected]

Comentários

Aviso - Os comentários não representam a opinião do Portal Diário do Aço e são de responsabilidade de seus autores. Não serão aprovados comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes. O Diário do Aço modera todas as mensagens e resguarda o direito de reprovar textos ofensivos que não respeitem os critérios estabelecidos.

Envie seu Comentário