30 de outubro, de 2023 | 15:42

Governo fabricianense garante que ataque ao sistema não oferece prejuízos ao cidadão

Silvia Miranda
Representantes da administração municipal e da empresa responsável pelo sistema esclareceram sobre os impactos da invasão hackerRepresentantes da administração municipal e da empresa responsável pelo sistema esclareceram sobre os impactos da invasão hacker

A administração municipal de Coronel Fabriciano anunciou que está reestabelecendo o seu sistema de gestão após o ataque cibernético sofrido na semana anterior. O alvo foi o banco de dados do município, com informações de contribuintes, prontuários e outras dados relativos à população e também de servidores.

O governo municipal afirma que não houve cópia destes dados e nem prejuízos para a continuidade dos serviços assistenciais. Nos próximos dias a administração pretende priorizar os trabalhos para garantir o pagamento dos servidores.

O governo afirma que desde o último o dia 23/10 vem enfrentando graves transtornos devido a um ataque cibernético na empresa de sistemas Sonner, que fornece o sistema de gestão à administração pública. O ataque comprometeu toda a prestação de serviços no sistema de gestão do município, como na área da saúde, educação, assistência social, administrativo, tributário e também serviços importantes como emissão de notas fiscais, pagamentos de tributos, licitações, dentre outros.

O problema também foi registrado em outras prefeituras do país, como: Poços do Caldas, Araguari e Divinópolis. O Executivo registrou um boletim de ocorrência junto às Polícias Civil e Militar para providências em relação ao crime cibernético.

O secretário de Administração do município, José Márcio Pereira, explicou em entrevista à imprensa, nesta segunda-feira (30), que o problema não atingiu diretamente o cidadão e apenas os serviços administrativos foram prejudicados. Foi registrada a exclusão de alguns dados, porém uma equipe vem trabalhando para reestabelecer o banco de dados, por meio do backup de segurança que já era realizado.

“O que se perdeu foram os dados locais, mas nós temos essas informações guardadas em nuvem, conforme nosso protocolo de segurança, mas devido ao grande volume de informações, esse processo precisa de alguns dias para ser concluído”, informou.

Prioridade

Conforme o procurador geral do município, Dener Franco, a prioridade do é manter o atendimento dos serviços públicos e garantir a segurança dos dados. “O que podemos garantir como segurança ao cidadão é que esses dados os quais o município é portador não serão utilizados indevidamente, principalmente os dados sigilosos, os dados sensíveis não foram parar nas mãos de criminosos. O que houve é tão somente a de dados do sistema, que nós temos em backup”, garante.

Ataque na Câmara

Outro ataque cibernético na rede de computadores da Câmara Municipal de Fabriciano foi registrado no dia 29 de maio deste ano. O ataque atingiu inúmeros arquivos do Legislativo. Na ocasião, a Câmara não especificou quais os arquivos foram perdidos ou invadidos, mas destacou que o Legislativo perdeu “diversos dados de seus sistemas”.
Encontrou um erro, ou quer sugerir uma notícia? Fale com o editor: [email protected]
MAK SOLUTIONS MAK 02 - 728-90

Comentários

Aviso - Os comentários não representam a opinião do Portal Diário do Aço e são de responsabilidade de seus autores. Não serão aprovados comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes. O Diário do Aço modera todas as mensagens e resguarda o direito de reprovar textos ofensivos que não respeitem os critérios estabelecidos.

Tinho Mortadela

30 de outubro, 2023 | 21:03

“Sobre o Estado segue uma reflexão abaixo:

Quanto a ela, discordar, sim. Divergir, sim. Descumprir, jamais. Afrontá-la, nunca?.”

Envie seu Comentário