06 de agosto, de 2022 | 07:15

No Vale do Aço, 528 recenseadores já realizam visitas para Censo Demográfico 2022

Tânia Rêgo/Agência Brasil
 O período de visitas dos recenseadores vai até o dia 31 de outubro deste ano O período de visitas dos recenseadores vai até o dia 31 de outubro deste ano

Com o objetivo de coletar dados sobre diversos aspectos da vida dos brasileiros, o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) realiza o Censo Demográfico 2022. No Vale do Aço, os trabalhos já são realizados por 528 recenseadores. A informação foi confirmada ao Diário do Aço pelo gerente regional do IBGE, Douglas Menezes.

Os resultados do levantamento revelam as tendências e os parâmetros sobre nascimentos, mortes e migração, indispensáveis para a elaboração de projeções, estimativas populacionais e políticas públicas específicas. O censo também é a única fonte de referência nacional para o conhecimento das condições de vida da população em todos os municípios, com detalhamento por divisões administrativas de cada prefeitura e, ainda, por áreas urbanas e rurais.

Coleta em andamento
Conforme Douglas Menezes, todos os municípios do Vale do Aço já estão com a coleta em andamento, e o período de visitas dos recenseadores vai até o dia 31 de outubro deste ano. “Ao todo, são 528 recenseadores no Vale do Aço e temos dois modelos de questionário, o básico e a amostra. O recenseador não sabe qual modelo será aplicado até o momento em que o morador começa a responder as perguntas”, afirmou.

Questionários
Segundo o gerente regional, o modelo básico tem 26 perguntas e a amostra tem 77. “Em média, leva-se de cinco a dez minutos para responder o básico, e de 15 a 20 minutos para responder a amostra, que será aplicada em 10% dos domicílios. Os questionários estão disponíveis no site censo2022.ibge.gov.br caso os moradores queiram ver as perguntas”, explicou.

Identificação
Douglas Menezes também informou que é possível conferir a identidade do recenseador no site respondendo.ibge.gov.br, basta solicitar ao profissional o CPF ou a matrícula dele. “Quem não tiver acesso à internet, pode verificar pelo telefone 0800-721-8181”, disse.

Resultados
A divulgação da estimativa total da população está programada para o dia 1º de novembro deste ano, conforme o gerente regional do IBGE. “Os demais resultados serão divulgados no início de 2023. Cabe salientar que todos os dados informados são protegidos por sigilo. A população pode ficar tranquila para responder o recenseador”.

Municípios
Ainda segundo Douglas Menezes, a agência do IBGE em Ipatinga atende os seguintes municípios da regional: Açucena, Antônio Dias, Belo Oriente, Bugre, Braúnas, Córrego Novo, Coronel Fabriciano, Iapu, Ipaba, Ipatinga, Jaguaraçu, Joanésia, Marliéria, Mesquita, Naque, Periquito, Pingo-d'Água, Santana do Paraíso e Timóteo.

Formato digital
Assim como em 2010, o levantamento deste ano será colhido totalmente de forma digital. Os recenseadores utilizam um dispositivo móvel de coleta (DMC), que é um computador de mão, semelhante a um aparelho celular.

Sigilo
Para garantir o sigilo das informações, os dados inseridos nos DCMs estão criptografados e têm sistema de proteção. Nem mesmo os recenseadores têm acesso aos dados, depois de inseridos no dispositivo. O IBGE também tem uma política de sigilo e confiabilidade, além de comitês de ética internos.

Confirmação
Todos os recenseadores do IBGE estão identificados com boné e colete, além do crachá de identificação. Dentro do crachá há um QR Code e o cidadão pode apontar a câmara de celular para esse código, para confirmar o nome e a foto do recenseador e verificar se ele é, de fato, servidor do instituto.

Indígenas, quilombolas e autistas serão investigados pela primeira vez no Censo



O levantamento do IBGE também vai investigar dados relativos a deficiência e autismo. A abordagem, prevista em leis específicas, tem o objetivo de produzir informações atualizadas do número de indivíduos com essas características. A temática será abordada no questionário da amostra e vai permitir padronizar e harmonizar definições, conceitos e metodologias para que seja possível comparar as estatísticas brasileiras com as de outros países. Este será o primeiro censo a tratar de autismo.

Indígenas e quilombolas
Por lei, os povos e comunidades tradicionais são grupos culturalmente diferenciados, que possuem formas próprias de organização social. Dois povos se distinguem aí: os indígenas e os quilombolas. Estes últimos serão investigados pela primeira vez no Censo 2022.

O IBGE considera que quilombola ou indígena é a pessoa que assim se identifica. Por isso, tanto no questionário destinado aos povos indígenas, como aos quilombolas, a pergunta inicial será “Você se considera indígena?” ou “Você se considera quilombola?”. Se a resposta for positiva, o informante deverá responder ainda o nome de sua comunidade.
Encontrou um erro, ou quer sugerir uma notícia? Fale com o editor: [email protected]

Comentários

Aviso - Os comentários não representam a opinião do Portal Diário do Aço e são de responsabilidade de seus autores. Não serão aprovados comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes. O Diário do Aço modera todas as mensagens e resguarda o direito de reprovar textos ofensivos que não respeitem os critérios estabelecidos.

Envie seu Comentário