05 de agosto, de 2022 | 15:38

Fila Zero Rosa terá cirurgias ginecológicas e mamografias

A perspectiva é de que sejam realizadas, por meio da iniciativa, cerca de 940 cirurgias

Divulgação
O secretário de Governo, Matheus Braga; o prefeito Gustavo Nunes e o diretor de Regulação, Walisson Medeiros O secretário de Governo, Matheus Braga; o prefeito Gustavo Nunes e o diretor de Regulação, Walisson Medeiros

A administração de Ipatinga lançou nesta sexta-feira (5) a etapa “rosa” do Fila Zero Cirurgias, fase do programa que será exclusiva para atendimento a mulheres. A novidade foi divulgada pelo prefeito Gustavo Nunes (PL) em entrevista coletiva, na tarde de sexta-feira. A perspectiva é de que sejam realizadas, por meio da iniciativa, cerca de 940 cirurgias ginecológicas até o mês de outubro, com respostas mais ágeis para demandas históricas das munícipes.

Para dar mais celeridade e eficiência ao atendimento, o governo municipal informa que investiu na operacionalização do “Fila Zero Cirurgias” por especialidades. A área ginecológica foi escolhida para deflagrar o processo de assistência à população por se tratar da segunda maior demanda reprimida de cirurgias eletivas na cidade e levando em conta, também, a proximidade da campanha Outubro Rosa.

Demanda reprimida
O preito destaca que existe no município uma extensa fila de espera para cirurgias ginecológicas e mamografias. Com o lançamento do Fila Zero Rosa, a expectativa é de que a fila seja eliminada nos próximos três meses. “Parece inacreditável, mas há casos em que pessoas estão na fila desde 2017. Todo o nosso esforço é para restaurar a qualidade de vida dessas mulheres que aguardam esses procedimentos há anos e com justificável ansiedade”, avalia.

Nunes revela que algumas delas chegaram a desacreditar que um dia pudessem ser chamadas para o atendimento. O custo desta ação emergencial será em torno de R$ 1,5 milhão, considerada pelo governo municipal como um importante passo para a modernização da saúde pública.

Todas as convocações dos pacientes serão feitas via Serviço de Autorização Médica (SAM), tanto para o pré-operatório quanto para a cirurgia, respeitando a prioridade médica e a ordem cronológica de entrada. Serão convocadas todas as mulheres que constavam na fila de espera do SAM até o dia 1º de agosto.

Além das 940 cirurgias, que abrangerão procedimentos como histerectomia (remoção do útero) total e vaginal, curetagem semiótica, dentre outros, também serão realizados em conjunto cerca de três mil exames de mamografia, igualmente alusivos à campanha Outubro Rosa.

Programa Fila Zero
O Programa Fila Zero foi aberto em outubro de 2021, inicialmente com o objetivo de zerar uma fila de espera de quase 50 mil exames de ultrassonografia. A ação desenvolvida pela Secretaria de Saúde já reduziu em quase 100% essa fila de espera por exames junto à rede local.

Além dos exames ginecológicos, o Fila Zero Cirurgia tem o objetivo de atender à demanda reprimida de cerca de quatro mil intervenções cirúrgicas de média e alta complexidade como hernioplastia, coletilíase (pedra na vesícula), cabeça, pescoço, proctológicas, vasculares, dentre outras.
Encontrou um erro, ou quer sugerir uma notícia? Fale com o editor: [email protected]

Comentários

Aviso - Os comentários não representam a opinião do Portal Diário do Aço e são de responsabilidade de seus autores. Não serão aprovados comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes. O Diário do Aço modera todas as mensagens e resguarda o direito de reprovar textos ofensivos que não respeitem os critérios estabelecidos.

Envie seu Comentário