03 de agosto, de 2022 | 09:15

Medida de Zema representa impacto pequeno no preço final do etanol, afirma Minaspetro

Fernando Frazão/Agência Brasil
Em Ipatinga, etanol foi encontrado a R$ 4,39 nesta terça-feiraEm Ipatinga, etanol foi encontrado a R$ 4,39 nesta terça-feira

O governador de Minas Gerais, Romeu Zema (Novo), divulgou em suas mídias sociais a redução do cálculo do imposto sobre o etanol no estado. “Além de reduzir o ICMS dos combustíveis, a partir de hoje, o valor do cálculo do imposto sobre o etanol em Minas vai ser reduzido em R$ 0,46. Diminuindo ainda mais o preço nos postos, para melhorar a competitividade do biocombustível pros mineiros e ampliar a geração de empregos!”, postou Zema no início da semana.

Com o anúncio, o consumidor sempre quer saber: na prática, de quanto realmente será essa redução? O Diário do Aço procurou o Sindicato do Comércio Varejista de Derivados do Petróleo do Estado de Minas Gerais (Minaspetro) e obteve a resposta.

Novo PMPF etanol

Segundo o Minaspetro, a medida anunciada não vai mexer muito com o valor do biocombustível nos postos. “Com a alteração do novo Preço Médio Ponderado Final (PMPF) do etanol, que passou R$ 4,96 para R$ 4,50, a queda prevista no valor de bomba é de R$ 0,04”, informou.

O sindicato também fez questão de destacar que a redução na base de cálculo que incide o ICMS em R$ 0,46 não representa redução direta no valor da bomba. “Uma vez que é preciso realizar o cálculo de 9,29% sobre o novo PMPF”, explicou.

Valores justos

Mesmo que a medida não traga tantos impactos ao bolso do consumidor, foi reconhecida pelo Minaspetro. “Ao anunciar o novo PMPF, o governo de Minas mostra coerência com a metodologia de cálculo e fomenta a economia do estado com valores dos combustíveis mais justos ao consumidor”, declarou.

Secretaria de Estado de Fazenda

Em nota divulgada à imprensa, o secretário de Fazenda, Gustavo Barbosa, lembrou que o Preço Médio Ponderado ao Consumidor Final (PMPF), usado como base de cálculo para o pagamento do ICMS dos combustíveis, estava congelado desde novembro de 2021, por iniciativa dos estados e do Distrito Federal.

No entanto, segundo o secretário, com a redução, pelo estado de Minas Gerais, da alíquota do ICMS sobre etanol de 16% para 9,29%, o valor médio do combustível nos postos já se encontra abaixo do PMPF até então utilizado. Portanto, não faria sentido manter o valor da base congelada.

Preços

Em Ipatinga, o etanol foi encontrado, nesta terça-feira (2), sendo comercializado em um posto do bairro Veneza pelo valor de R$ 4,39. A gasolina comum, por R$ 5,59 e a aditivada (Grid - vendida nos postos Petrobras), por R$ 5,89. O diesel ainda continua na casa dos R$ 7, vendido a R$ 7,35.
Encontrou um erro, ou quer sugerir uma notícia? Fale com o editor: [email protected]

Comentários

Aviso - Os comentários não representam a opinião do Portal Diário do Aço e são de responsabilidade de seus autores. Não serão aprovados comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes. O Diário do Aço modera todas as mensagens e resguarda o direito de reprovar textos ofensivos que não respeitem os critérios estabelecidos.

Votador

03 de agosto, 2022 | 14:32

“Pra valer a pena, tem que mudar os governantes.
Tanto Federal qto Estadual!”

Viewer

03 de agosto, 2022 | 10:02

“Para valer a pena efetivamente o Etanol tem que estar custando em torno de 2 reais a menos que a gasolina, caso contrário simplesmente não vale a pena.”

Envie seu Comentário