19 de junho, de 2022 | 17:14

Homem é baleado dentro de carro em Timóteo

Informações iniciais, colhidas pela Polícia Militar, dão conta de que o crime pode ter sido cometido por um homem que não aceitava o fim do relacionamento com a ex-companheira

Reprodução
Motorista contou que seu carro estava estacionado próximo ao semáforo na rua Sete de SetembroMotorista contou que seu carro estava estacionado próximo ao semáforo na rua Sete de Setembro
Um homem foi atingido por disparos de arma de fogo, logo após embarcar em seu veículo, estacionado na rua Sete de Setembro, no bairro Centro Sul, em Timóteo. A vítima estava acompanhada por amigos quando foi surpreendida pelo ataque do atirador, na madrugada de domingo (19).

R.S.C., de 35 anos, foi atingido na mão direita e na canela esquerda. Mesmo ferido, ele conseguiu dirigir o veículo e buscar socorro no Hospital e Maternidade Vital Brazil, também localizado em Timóteo.

Os policiais foram informados a respeito da entrada da vítima baleada na unidade e foram ao hospital apurar os fatos. R.S.C. contou aos militares que estava em uma lanchonete, na Praça 29 de Abril, e que, em um determinado momento decidiu ir embora, seguindo então para o carro, mas que ao entrar no veículo, estacionado na rua Sete de Setembro, foi recebido a tiros.

A vítima não reconheceu o criminoso e disse que se lembrava, apenas, que o suspeito estava com um capacete na cabeça. Lembrou-se também que no momento do crime estava acompanhado por dois amigos, que ao ouvirem os tiros, fugiram. Deu detalhes de como se protegeu, abaixando-se no veículo e só levantando após os tiros cessarem.

O homem ferido não soube dizer aos policiais quem poderia querer matá-lo. Mas, uma testemunha, identificada como L.M.P, disse aos militares que tinha quase certeza que seu ex-companheiro, chamado T.L.A.V, de 25 anos, seria o autor dos tiros. A mulher contou aos PMs que após dez anos de relacionamento, eles haviam terminado e que T.L. não aceitava o término e sempre a seguia.

Duas equipes policiais foram até a residência dos pais do suspeito, mas ninguém foi encontrado no imóvel. Durante a confecção da ocorrência uma pessoa, que pediu para não ser identificada, foi ao quartel e disse aos militares que viu T.L.A.V atirando na vítima e fugindo em seguida.

A perícia esteve no hospital e realizou os trabalhos no carro da vítima, que apresentava sete perfurações. Depois de receber o atendimento médico o homem foi liberado.
Encontrou um erro, ou quer sugerir uma notícia? Fale com o editor: [email protected]

Comentários

Aviso - Os comentários não representam a opinião do Portal Diário do Aço e são de responsabilidade de seus autores. Não serão aprovados comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes. O Diário do Aço modera todas as mensagens e resguarda o direito de reprovar textos ofensivos que não respeitem os critérios estabelecidos.

Envie seu Comentário