14 de junho, de 2022 | 15:56

Santana do Paraíso realiza ações de conscientização da violência contra a pessoa idosa

Divulgação
As ações são promovidas pela Secretaria de Assistência SocialAs ações são promovidas pela Secretaria de Assistência Social

Envelhecer de forma saudável, tranquila e com dignidade é um direito de todos. Entretanto, tem sido comum se deparar com inúmeros casos de violências, abusos e agressões à pessoa idosa, que podem ocorrer de diversas maneiras e causar danos irreparáveis, inclusive, morte. Para fazer uma reflexão sobre o tema, nesta quarta-feira (15), é lembrado o Dia Mundial de Conscientização da Violência Contra a Pessoa Idosa. Em Santana do Paraíso, a Secretaria de Assistência Social informa que realiza campanhas para levar a informação ao maior número de cidadão possíveis.

Conforme os dados mais recentes disponíveis do Disque 100, apenas no primeiro semestre de 2021, mais de 33,6 mil casos de violência contra pessoas idosas foram registrados no Brasil. Desde o início da pandemia houve um acréscimo de 59% nas notificações. Negligência, autonegligência, violência psicológica e lesão financeira têm sido as mais recorrentes.

Segundo a diretora do Departamento de Proteção Social Especial de Santana do Paraíso, Carla Andreia Santos Lima, no município, os dados estão subnotificados. “No município, hoje, nós não temos dados exatos, mas no Creas, que é o Centro de Referência Especializado de Assistência Social, onde é feito o acompanhamento aos idosos vítimas de violência, nós tivemos entre o ano de 2020 e 2022 quase 150 casos de idosos que recorreram por meio de denúncia, o próprio idoso, familiar ou encaminhado por algum serviço da rede”, disse.

Nessa terça-feira (14), a prefeitura realizou um encontro com cuidadores de idosos no Centro de Convivência da Pessoa Idosa, no bairro Josefino Anicio dos Reis. Já nesta quarta (15), a partir das 13h30, as pessoas com 60 anos ou mais participarão de uma roda de conversa e terão serviços de aferição de pressão, exercícios físicos e momento festivo, com dança junina e dança sênior.

Saiba como denunciar

Os principais canais são: o Disque 100, o WhatsApp do governo federal (61) 99656-5008, a Polícia Militar (190), o SAMU (192) e Corpo de Bombeiros (193). Tem ainda o Centro de Referência Especializado de Assistência Social – Creas (3251-6615), e o Conselho Municipal dos Direitos da Pessoa Idosa - CMDPI (3251-5482). Vale lembrar ainda que qualquer Delegacia de Polícia Civil recebe denúncias.

Já publicado:
AAPI realiza palestra na Semana de Conscientização da Violência contra a Pessoa Idosa
Encontrou um erro, ou quer sugerir uma notícia? Fale com o editor: [email protected]

Comentários

Aviso - Os comentários não representam a opinião do Portal Diário do Aço e são de responsabilidade de seus autores. Não serão aprovados comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes. O Diário do Aço modera todas as mensagens e resguarda o direito de reprovar textos ofensivos que não respeitem os critérios estabelecidos.

Indignado

14 de junho, 2022 | 20:59

“Deveria fazer é 1inspeção nas unidades municipais de educação e da creche do Novo tempo, pq a GNT mal sabe quem é a diretora e ñ vê ela ajudando nem na chegada e muito menos na saída das crianças. Nós (país) achando q com a troca de diretor ia melhorar, hum só piorou.”

Envie seu Comentário