26 de maio, de 2022 | 18:58

Policiais Rodoviários Federais cobram do presidente a reestruturação de carreira

Divulgação SINPRF-MG
Segurando faixas pedindo a reestruturação de carreira os policiais caminharam pela BR-381 Segurando faixas pedindo a reestruturação de carreira os policiais caminharam pela BR-381

Policiais rodoviários federais realizaram uma mobilização na BR-381, em Contagem, na região metropolitana de Belo Horizonte, pedindo a reestruturação de carreira. Cerca de 200 policiais fecharam o fluxo do trânsito, no sentido BH, o que provocou um congestionamento de cerca de 15 quilômetros.

A categoria afirma que o atual presidente do país, Jair Bolsonaro (PL), teria prometido a reformulação da carreira, mas que ainda não teria cumprido com o a promessa. “Os policiais rodoviários federais receberam a promessa do presidente Bolsonaro de terem a sua carreira reestruturada de forma mais adequada às suas funções e competências”, declarou José Henrique dos Santos, presidente do Sindicato dos Policiais Rodoviários Federais no Estados de Minas Gerais (SINPRF-MG).

Ainda de acordo com o sindicato, a categoria tem sofrido com as perdas. “Somente no governo Bolsonaro a categoria já sofre perdas de 22% por cento em seu subsídio”, informou o SINPRF-MG.

Frustração

O sentimento dos policiais, segundo o presidente do sindicato, é de inconformismo e frustração. “A categoria está bastante mobilizada, totalmente inconformada e frustrada com a condição do presidente Jair Bolsonaro ter ido até a Polícia Rodoviária Federal (PRF) falado aos policiais que reestruturaria nossa carreira, o que não ocorreu até o momento”, lamentou José Henrique.

Os agentes já estariam descrentes em relação a concretização da promessa. “O tempo está acabando, a categoria já não está acreditando mais”, declarou o representante dos policiais em entrevista a reportagem do Diário do Aço.

Coincidência

Questionado se a data escolhida para realização do protesto estava ligada a visita do presidente à Minas Gerais, José Henrique explicou que foi apenas uma coincidência. “A mobilização dos policiais rodoviários federais, através do seu sindicato, está se dando aqui em Belo Horizonte e Contagem, mas também em outros estados da federação. Essa data já estava agendada anteriormente, então é somente uma coincidência a vinda do Bolsonaro aqui para nossa cidade”, esclareceu.

Homenagem

No ato realizado na manhã desta quinta-feira (26), os policiais também homenagearam os colegas de profissão que morreram em serviço na cidade de Fortaleza, no Ceará, na semana passada.

Abordagem polêmica em Sergipe



Nesta quinta-feira (26) ganhou repercussão nacional uma ocorrência registrada na quarta-feira (25), na BR-101, em Umbaúba, no estado do Sergipe. Um homem, de 38 anos, acabou morrendo após uma abordagem policial realizada pelos agentes da Polícia Rodoviária Federal (PRF). Ele foi parado pelos policiais porque conduzia uma motocicleta sem capacete.

Jogado ao chão, resistiu à prisão e acabou colocado no cofre de uma viatura da PRF, no momento em que havia fumaça saindo por todos os lados. As suspeitas são de que a fumaça era um gás disparado pelos policiais, o que teria resultado na morte de Genivaldo de Jesus Santos, por asfixia. O fato foi registrado em vídeo por populares. Imagens da ação dos policiais circularam nas mídias sociais e as pessoas pediam explicações. Na ocorrência, os policiais confirma que dispararam o gás lacrimogênio.

Em nota, a corporação informou que “foram empregadas técnicas de imobilização e instrumentos de menor potencial ofensivo para sua contenção”. Completou dizendo que “foi aberto procedimento disciplinar para averiguar a conduta dos policiais envolvidos”.

Veja também:
PRF afasta envolvidos na morte de homem sufocado dentro de viatura
Encontrou um erro, ou quer sugerir uma notícia? Fale com o editor: [email protected]

Comentários

Aviso - Os comentários não representam a opinião do Portal Diário do Aço e são de responsabilidade de seus autores. Não serão aprovados comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes. O Diário do Aço modera todas as mensagens e resguarda o direito de reprovar textos ofensivos que não respeitem os critérios estabelecidos.

Envie seu Comentário