21 de maio, de 2022 | 09:30

Taxa de cobertura vacinal contra a gripe está abaixo da meta na macrorregião do Vale do Aço

Marcelo Camargo/Agência Brasil
Idosos, trabalhadores da saúde, crianças menores de 5 anos, gestantes e professores são alguns dos grupos já convocados para a imunizaçãoIdosos, trabalhadores da saúde, crianças menores de 5 anos, gestantes e professores são alguns dos grupos já convocados para a imunização

Faltam menos de duas semanas para o encerramento da Campanha Nacional de Vacinação contra a influenza, que acaba no dia 3 junho. Realizada anualmente em todo país, a ação tem o objetivo de reduzir as complicações, as internações e a mortalidade decorrentes das infecções pelo vírus influenza.

“A vacinação é importante pois permite prevenir o surgimento de complicações decorrentes da doença e óbitos, minimizar a carga da doença, reduzindo os sintomas nos grupos prioritários”, explicou Natália Littig, coordenadora de imunização da Superintendência Regional de Saúde (SRS) de Coronel Fabriciano.

Vale do Aço

Na macrorregião do Vale do Aço, composta por 35 municípios, o público-alvo total da vacinação é composto por 291.665. Até essa sexta-feira (20), segundo dados publicados no site Localiza SUS do Ministério da Saúde, já foram aplicadas 109.956 doses, o que representa uma cobertura de 37,70%.

No grupo prioritário (222.069) da vacinação, composto por crianças, gestantes, puérperas (até 45 dias após o parto), idosos com 60 anos e mais, povos indígenas, professores e trabalhadores da saúde, foram aplicadas 99.537 doses. “A cobertura para esse público é de 44,82%”, informou Natália. A meta é alcançar a marca de 90% do grupo prioritário imunizado, ou seja, a resposta à campanha está muito abaixo do preconizado.

Frio

Vale lembrar que estamos passando por uma onda de frio, que começou esta semana, que é, justamente, em períodos como este, de temperaturas mais baixas, que a população costuma contrair gripe, como explica a coordenadora. “A vacinação é extremamente importante para proteger a população em épocas mais frias onde há maior circulação do vírus”, destacou Natália.

Convocados

Já podem e devem se vacinar contra a gripe os idosos com 60 anos ou mais, trabalhadores da saúde, crianças (6 meses a menores de 5 anos), gestantes, puérperas, povos indígenas, professores, pessoa com comorbidades e/ou deficiência permanente, caminhoneiros, trabalhadores de transporte coletivo rodoviário, de passageiros urbano e de longo curso, trabalhadores portuários, forças de segurança e salvamento, forças armadas, funcionários do sistema prisional, população privada de liberdade e adolescentes e jovens em medidas socioeducativas.

Recado

Natália aproveitou para alertar as pessoas dos grupos prioritários sobre a importância de se vacinarem. “A Secretaria de Estado de Saúde de Minas Gerais (SES-MG), por meio da Superintendência Regional de Saúde de Coronel Fabriciano, convoca todos os grupos prioritários a se vacinarem contra a influenza, pois a vacinação é importante para reduzir as sobrecargas nos sistemas de saúde e contribuir com a prevenção de possíveis novos surtos de doenças respiratórias pelo vírus da influenza”, informou.

Vale lembrar que a vacina está disponível em postos de vacinação distribuídos por todo o estado de Minas Gerais e do país e é disponibilizada de forma gratuita pelo Sistema Único de Saúde (SUS).

Gripe

A gripe é uma infecção aguda do sistema respiratório, provocada pelo vírus influenza, com grande potencial de transmissão, sendo responsável por elevadas taxas de hospitalização.
Encontrou um erro, ou quer sugerir uma notícia? Fale com o editor: [email protected]

Comentários

Aviso - Os comentários não representam a opinião do Portal Diário do Aço e são de responsabilidade de seus autores. Não serão aprovados comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes. O Diário do Aço modera todas as mensagens e resguarda o direito de reprovar textos ofensivos que não respeitem os critérios estabelecidos.

Envie seu Comentário