17 de maio, de 2022 | 14:33

TSE lança nova versão do e-Título com novidades para as Eleições de 2022

Divulgação
E-Título permite acesso rápido e fácil aos serviços da Justiça Eleitoral via celular ou tabletE-Título permite acesso rápido e fácil aos serviços da Justiça Eleitoral via celular ou tablet

O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) liberou a nova versão do aplicativo e-Título. Entre as inovações do aplicativo, estão a redução do impacto nos serviços em períodos de grande procura pelos eleitores e uma nova central de notificações. A versão contempla, ainda, melhoramentos relacionados à acessibilidade, inclusive com alteração das cores do aplicativo, garantindo melhor experiência para os usuários.

Uma das novidades implantadas no e-Título é a opção “Cartório Lotado”, funcionalidade de controle do fluxo de acesso aos principais serviços ao eleitor. Por meio da opção, em caso de um grande número de solicitações, a pessoa entrará numa espécie de fila de espera e, quando tentar novamente acessar o serviço, terá preferência no atendimento.

Outra inovação no aplicativo é a adaptação das telas e a mudança de cores para cumprir as melhores práticas de acessibilidade. Em especial, a mudança de cor da tela, que passou do verde para o azul para dar maior conforto às pessoas com algum tipo de deficiência visual, como o daltonismo. A versão apresenta, ainda, evolução na funcionalidade de notificações, que possibilita o registro histórico dos avisos recebidos pelo usuário.

Serviços disponíveis

Lançado em 2018, o e-Título permite o acesso rápido e fácil à Justiça Eleitoral via celular ou tablete. Mais do que um aplicativo para a obtenção da via digital do título, que substitui o documento em papel e dispensa a impressão de uma segunda via, o app funciona como uma central de prestação de serviços por dispositivos móveis.

O aplicativo é gratuito e disponibiliza uma série de informações e de serviços, como apresentação de justificativa eleitoral, emissão das certidões de quitação eleitoral e de crimes eleitorais; o acesso e a emissão de guia para o pagamento de multas; a consulta ao local de votação e a inscrição como mesário voluntário.

As pessoas que têm a biometria coletada pela Justiça Eleitoral podem utilizar o aplicativo e-Título como forma de identificação. Caso o eleitor já tenha feito o cadastramento biométrico (cadastro das impressões digitais, fotografia e assinatura), a versão do aplicativo virá acompanhada da foto do eleitor, facilitando a identificação na hora do voto.

Se ainda não tiver feito o cadastramento, a versão do e-Título será baixada sem fotografia. Nesse caso, o eleitor deverá levar outro documento oficial com foto para se identificar perante o mesário para votar. No dia da eleição, o aplicativo também informa o local de votação, inclusive utilizando a integração com o Waze e o Google Maps.

É importante lembrar que a coleta da biometria está suspensa em Minas Gerais desde março de 2020, em decorrência da pandemia de Covid-19, o que não impede de votar em outubro de 2022.

Downloads do E-título no país

O e-Título é o documento digital oficial mais baixado do país, com mais de 25 milhões de downloads desde o seu lançamento. Até o início do maio de 2022, o aplicativo contabilizava 25.729.935 downloads. São Paulo lidera o ranking, com 7.267.733 downloads, seguido pelo Rio de Janeiro (2.459.828), Minas Gerais (2.124.871), Bahia (1.617.927) e Paraná (1.533.768).
Encontrou um erro, ou quer sugerir uma notícia? Fale com o editor: [email protected]

Comentários

Aviso - Os comentários não representam a opinião do Portal Diário do Aço e são de responsabilidade de seus autores. Não serão aprovados comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes. O Diário do Aço modera todas as mensagens e resguarda o direito de reprovar textos ofensivos que não respeitem os critérios estabelecidos.

Envie seu Comentário