09 de maio, de 2022 | 13:04

Diesel fica 8,9% mais caro a partir desta terça-feira (10)

A Petrobras anunciou na manhã desta segunda-feira (9) que aumentou o preço de venda do diesel para as distribuidoras. O combustível passa a custar R$ 4,91, e não mais R$ 4,51, por litro – reajuste de 8,9% – a partir desta terça-feira (10).

A estatal alegou, em nota, que o preço não era reajustado há 60 dias. Já os valores atuais cobrados pela gasolina e pelo GLP (o gás de cozinha) foram mantidos.

Em nota, a empresa justificou a nova alta citando o balanço global impactado de diesel, com uma redução de oferta em relação à demanda e os estoques globais abaixo das mínimas sazonais dos últimos cinco anos nas principais regiões fornecedoras.
Encontrou um erro, ou quer sugerir uma notícia? Fale com o editor: [email protected]

Comentários

Aviso - Os comentários não representam a opinião do Portal Diário do Aço e são de responsabilidade de seus autores. Não serão aprovados comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes. O Diário do Aço modera todas as mensagens e resguarda o direito de reprovar textos ofensivos que não respeitem os critérios estabelecidos.

Viewer

18 de maio, 2022 | 10:23

“A lei implementada pelo Michel Temer não pode simplesmente ser revogada pelo atual presidente, pois isso precisa ser aprovada pelo congresso, senado e torcer para o STF não interferir.

As coisas não são tão simples assim.”

Eu Aqui

09 de maio, 2022 | 21:11

“Caro colega indignado. Você está coberto de razão. O triste é saber que muitos brasileiros ainda irá votar naquele vagabundo. Talvez se entrasse um outro que nunca foi eleito séria melhor.”

Wellington Menezes

09 de maio, 2022 | 20:57

“Não adianta. No início do ano era comentários de todas as partes que brevemente estaríamos pagando R$10,00 no litro de gasolina e já estamos quase lá. E quem é que consegue entender por quê o etanol também sobe de preço se a matéria prima é 100% nacional. Por quê ainda continuam adicionando gasolina no etanol para impactar no preço final ao consumidor? E pior, as ruas continuam lotadas de carros, como se estivesse tudo na normalidade. Imagine então, se o preço fosse baixo, conforme a população gostaria? Se a população mudar de postura, alguma entidade encabeçar um movimento de conscientização e boicote, principalmente da gasolina, nada vai mudar, acreditem! Pois a venda de combustíveis é uma das principais fontes de arrecadação dos governos e é um setor que impacta em outras fontes de impostos. Como acham que a Petrobrás repassou uma fortuna em . Capital para o governo federal, acionista majoritário?”

Indignado

09 de maio, 2022 | 16:51

“? o que todo mundo sabe e muitos fingem não saber: A covarde política de preços da Petrobrás, implementada pelo Michel Temer, pode ser revogada a qualquer momento pelo atual presidente da república, que não o faz porque não quer. Os motivos por isso? Vai saber!

O que se sabe é que, a cada dia, o poder de compra do brasileiro trabalhador diminui significativamente e o seu suado dinheiro já não tá dando pra comprar mais nada, enquanto nossos governantes e membros do legislativo e judiciário, com suas infinitas verbas e penduricalhos, além das grandes corporações, que se aproveitam da situação para aplicarem aumentos abusivos dos preços em toda a cadeia de fornecimento e produção, se enriquecem vertiginosamente às nossas custas.

E o pior é que o povo aceita tudo calado!! Triste e ilimitável cenário!!”

Envie seu Comentário