05 de maio, de 2022 | 09:00

Historiador publica livro sobre o centenário da estação Pedra Mole

José Augusto de Moraes já escreveu outros livros sobre a história de Ipatinga, mas afirma que este, em especial, pode ser comparado à “certidão de nascimento” da cidade

Yago Cardoso
Em entrevista ao Diário do Aço, José Augusto falou sobre o livro Em entrevista ao Diário do Aço, José Augusto falou sobre o livro

Acaba de sair da gráfica mais uma publicação escrita por José Augusto de Moraes. O livro “Pedra Mole – Um Século de História”, fala de uma forma didática dos 100 anos da Estação Pedra Mole, a primeira estação ferroviária de Ipatinga, inaugurada no dia 1º de agosto de 1922. A obra descreve também a história do município.

“Esse livro é uma ‘certidão de nascimento’ de Ipatinga. Eu fiz um resumo aqui de toda a história da cidade, desde o princípio da construção da estrada de ferro, que foi um dos porquês chegou até aqui a Pedra Mole e, foi a partir dessa estação que começou o povoamento da então Vila Ipatinga, que hoje é o centro de Ipatinga”, explica o historiador.

O leitor poderá encontrar no livro detalhes importantes da formação do município, inclusive fotografias. “Tem informação de como surgiu o nome da cidade, quem colocou o nome e até a emancipação de Ipatinga”, destacou.

Valorização das pessoas

Para escrever sobre a história de Ipatinga, José Augusto ouviu o relato dos primeiros moradores. “Essa história estava na casa dos pioneiros e eu parti para garimpar isso. Fui na casa de cada um, entrevistei, conversei com todo mundo. Achei pessoas que nasceram no centro de Ipatinga em 1948”, conta Moraes.

Segundo o historiador, o maior presente desse trabalho foi poder ouvir as pessoas. “A valorização da pessoa é o maior presente que você pode dar para ela. E acho que consegui dar isso para muitas pessoas em Ipatinga”, declarou.

Historiador

José Augusto de Moraes nasceu no dia 18 de março de 1952, no município de Teixeiras, na Zona da Mata mineira. Aos 11 anos de idade se mudou com os pais para Timóteo, onde ficou por seis meses. Já no fim de 1963 passou a morar em Ipatinga, onde vive até hoje. Este é o 8º livro que o historiador publica sobre a história de Ipatinga, o primeiro foi em 2004, com o título “Ipatinga 40 anos – A história de uma cidade que se confunde com a construção de uma empresa siderúrgica”. Desde então ele não parou mais.

Lançamento

O livro impresso na gráfica Art Publish já é comercializado. Quem tiver o interesse de adquirir a publicação deve fazer contato direto com José Augusto, pelo WhatsApp, no número (31) 98256-5501. O historiador também vai entregar um exemplar do livro, de forma gratuita, em cada escola do município. O lançamento da publicação está prevista para o dia 7 de junho, de 17h às 18h, no evento literário Salão do Livro Vale do Aço.

Encontrou um erro, ou quer sugerir uma notícia? Fale com o editor: [email protected]

Comentários

Aviso - Os comentários não representam a opinião do Portal Diário do Aço e são de responsabilidade de seus autores. Não serão aprovados comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes. O Diário do Aço modera todas as mensagens e resguarda o direito de reprovar textos ofensivos que não respeitem os critérios estabelecidos.

Jones

05 de maio, 2022 | 12:37

“Salve Zé Augusto!
Entre os relatos da construção e a operação da Estação de Maria Mole, não encontrei informações sobre o trajeto dos trilhos da ferrovia a partir do local abandonado mais tarde por instabilidade do terreno.
Abs!”

Gildázio Garcia Vitor

05 de maio, 2022 | 11:49

“Parabéns por mais esta obra. A Secretaria Municipal da Educação de Ipatinga pode muito bem adquirir, para cada uma das Escolas que oferece o Ensino Fundamental II, pelo menos uns 40 volumes.”

Envie seu Comentário