14 de janeiro, de 2022 | 07:11

Homem morre nas proximidades de funerária, em Fabriciano

Enviada para o portal Diário do Aço
Equipes do Samu e do Corpo de Bombeiros foram acionadas para tentar salvar a vida do homem, mas sem sucessoEquipes do Samu e do Corpo de Bombeiros foram acionadas para tentar salvar a vida do homem, mas sem sucesso

Wilkie Brandião, de 55 anos, morreu na tarde de quinta-feira (13) na avenida Magalhães Pinto, no bairro Giovanini, em Coronel Fabriciano. A vítima passou mal na rua e foi encontrado desmaiado na calçada, ao lado de uma funerária. Equipes de resgate foram acionadas, mas os socorristas não conseguiram reanimar Wilkie e foi constatada sua morte.

Uma equipe da Polícia Militar realizava patrulhamento quando deparou com o homem caído, nas imediações da funerária Vale do Aço. Uma testemunha alegou que a vítima caiu alguns minutos antes da chegada dos PMs. O socorro foi acionado por populares comparecendo uma equipe do SAMU e do Corpo de Bombeiros.

Os socorristas realizaram manobras de reanimação cardiopulmonar por cerca de 20 minutos, por todos os meios disponíveis, mas sem sucesso e constatado o óbito de Wilkie. Como não havia sinais de violência no corpo, o perito da Polícia Civil orientou a PM para acionar a funerária de plantão para remover o corpo da vítima.

Encontrou um erro, ou quer sugerir uma notícia? Fale com o editor: [email protected]

Comentários

Aviso - Os comentários não representam a opinião do Portal Diário do Aço e são de responsabilidade de seus autores. Não serão aprovados comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes. O Diário do Aço modera todas as mensagens e resguarda o direito de reprovar textos ofensivos que não respeitem os critérios estabelecidos.

Henrique

14 de janeiro, 2022 | 21:40

“?bvio que estava morto, ligaram para o SAMU e eles falaram que todas as ambulâncias estavam ocupadas, ligaram para os bombeiros e estes não podiam ir no momento. Um absurdo”

Alv3z

14 de janeiro, 2022 | 12:46

“2022 promete, será muito difícil esconder ou "justificar" essas mortes.”

Observador

14 de janeiro, 2022 | 10:18

“Outro estranho caso de mal súbito...”

Envie seu Comentário