13 de janeiro, de 2022 | 17:44

Administração ipatinguense paga nesta sexta-feira restante do Fundeb aos servidores da Educação

Divulgação
Os servidores efetivos vão receber o valor referente ao repasse do Fundeb na folha de pagamento do mês de janeiroOs servidores efetivos vão receber o valor referente ao repasse do Fundeb na folha de pagamento do mês de janeiro

A administração de Ipatinga recebeu, na tarde desta quinta-feira (13), representantes da Comissão de Educação da Câmara Municipal, momento em que informou que nesta sexta-feira (14) fará o restante do pagamento do rateio do Fundo de Desenvolvimento da Educação Básica (Fundeb), concedido aos trabalhadores da Educação que foram desligados no decorrer de 2021. O município já havia repassado, em dezembro, o pagamento a 2.885 servidores, informou o governo.

O prefeito Gustavo Nunes (PSL) explica que o abono refere-se à complementação da meta obrigatória de 70% dos recursos anuais totais do Fundo, que devem ser investidos exclusivamente em remuneração de pessoal. “Nada mais justo que conceder o repasse aos servidores da educação básica municipal como sendo uma forma legal de destinação dos valores recebidos do Fundeb, bem como uma forma de reconhecimento pelos serviços prestados”, destacou.

De acordo com a legislação vigente (lei 14.113, de 25 de dezembro de 2020) os recursos do Fundeb devem ser gastos da seguinte forma: 70% no pagamento dos profissionais da educação básica e os 30% restantes com pagamento de profissionais terceirizados, manutenção, investimentos e verbas indenizatórias, entre outros.

A Secretaria de Educação esclarece que os servidores efetivos vão receber o valor referente ao repasse do Fundeb na folha de pagamento do mês de janeiro. Os servidores da Educação afastados pelo INSS, por motivos legais, só receberão o repasse após retorno às atividades efetivas.

Os profissionais da Educação desligados do quadro de servidores da prefeitura no ano de 2021 que não receberem o rateio devem comparecer, a partir de quarta-feira (19), na Central de Atendimento, no andar térreo da prefeitura, para preencher o formulário disponibilizado e protocolar a solicitação para análise.
Encontrou um erro, ou quer sugerir uma notícia? Fale com o editor: [email protected]

Comentários

Aviso - Os comentários não representam a opinião do Portal Diário do Aço e são de responsabilidade de seus autores. Não serão aprovados comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes. O Diário do Aço modera todas as mensagens e resguarda o direito de reprovar textos ofensivos que não respeitem os critérios estabelecidos.

Glaucia

13 de janeiro, 2022 | 20:16

“Muito se fala em valorização da categoria, mas infelizmente a administração ñ tem mostrado nem respeito pela categoria e muito menos transparência no q diz respeito ao fundeb”

Cri

13 de janeiro, 2022 | 20:13

“Aki em Timóteo tá pior, pq aki em Timóteo q além de ñ pagar, ñ prestou conta nenhuma pra categoria. Seria muito bom se houvesse transparência por parte da administração.”

Servidor

13 de janeiro, 2022 | 18:28

“Prefeito que faz o que quer, e não o que a lei diz. Na lei que o executivo mesmo fez fala que seria pago o abono proporcional ao tempo de serviço, mas a prefeitura pagou proporcional ao salário. O prefeito queria privilegiar os professores, já que acha que a educação é feita só por professores, e os demais profissionais da educação não tem tanta importância. Será que o prefeito não sabe interpretar a própria lei que ele mesmo criou e sancionou??”

Envie seu Comentário