10 de janeiro, de 2022 | 17:25

Timóteo decreta situação de emergência em função dos danos causados pela chuva

Divulgação
Desde o fim de semana, foram mais de 380 ocorrências em toda a cidadeDesde o fim de semana, foram mais de 380 ocorrências em toda a cidade

O município de Timóteo decretou nesta segunda-feira (10) situação de emergência (Decreto nº 5.561) em função das chuvas intensas e volumosas que têm causado inundações, alagamentos, enxurradas, deslizamentos de terra e colapsos em edificações, informou o governo local.

Conforme o decreto assinado pelo prefeito Douglas Willkys (PSB), as precipitações atmosféricas ocorridas entre os dias 8 e 10 de janeiro afetaram toda a cidade, ocasionando “massivos danos a diversas propriedades, comprometendo vias, equipamentos, propriedades privadas móveis e imóveis”. Nesses três dias foram registradas mais de 380 ocorrências em toda a cidade.

A interrupção da situação de normalidade e da rotina das famílias atingidas pela chuva, bem com os impactos negativos à segurança, afetando a integridade de centenas de famílias, também contribuiu para a decisão de decretar situação de emergência.

O decreto elenca uma série de iniciativas que precisam de continuidade como a necessidade de incremento de horas trabalhadas dos servidores das Secretaria de Obras, de Assistência Social, entre outros, bem como serviços contratados e terceirizados para atender a demanda emergencial decorrente dos sinistros; a contratação emergencial de máquinas, equipamentos, veículos e materiais de trabalho, EPI´s, além da aquisição de insumos e víveres para atender as famílias e indivíduos atingidos e que estão desalojados.

A situação de anormalidade, conforme estabelece o decreto, é aplicável apenas às áreas comprovadamente afetadas pelas intempéries. No mesmo documento, foi determinado a mobilização de todos os órgãos municipais para atuarem sob a coordenação da Defesa Civil Municipal nas ações de respostas e restabelecimento do cenário de danos, bem como autorização para a convocação e uso de voluntários, pessoas físicas ou jurídicas, para o enfretamento e restabelecimento ao desastre e a arrecadação de recursos e demais insumos como água, material de limpeza, entre outros, junto à comunidade.
Encontrou um erro, ou quer sugerir uma notícia? Fale com o editor: [email protected]

Comentários

Aviso - Os comentários não representam a opinião do Portal Diário do Aço e são de responsabilidade de seus autores. Não serão aprovados comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes. O Diário do Aço modera todas as mensagens e resguarda o direito de reprovar textos ofensivos que não respeitem os critérios estabelecidos.

Glaucia

11 de janeiro, 2022 | 08:48

“Minha mãe me disse ontem q em qse 80 anos de vida, q chuva assim, e esses estragos todos ela só viu em 1979. É triste de mais a situação das pessoas.”

Envie seu Comentário